ESPECIAIS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Filipe: Hotéis com lotação esgotada devido à festa do 1º de maio 28 Abril 2022

A tradicional Festa de Nhô São Filipe, que este ano coincide com a celebração do primeiro centenário da cidade, já começou a movimentar a ilha. O certame, também conhecido como festa da Bandeira, que é considerada como uma das maiores manifestações culturais de Cabo Verde, vem atraindo sobretudo emigrantes, turistas e pessoas de outras ilhas. Como consequência, as diferentes unidades hoteleiras locais estão praticamente cheias, conhecendo assim o seu primeiro boom nesta fase de quase pós Covid-19.

São Filipe: Hotéis com lotação esgotada devido à festa do 1º de maio

A cidade dos sobrados já começou a registar uma movimentação diferente do habitual, com a chegada de vários emigrantes, sobretudo vindos dos Estados Unidos da América. Nota-se também maior circulação de viaturas e pessoas e, conforme apurou a reportagem do ASemanaonline no local, os hotéis estão praticamente cheios, estando esgotados desde o dia 24 deste mês.

A menos de uma semana desse grande evento popular, as principais unidades turísticas do concelho estão já com a lotação esgotada. É o caso do Hotel Ocean View, que neste momento está com os seus 50 quartos ocupados.

De acordo com o dono daquele estabelecimento hoteleiro, João Pedro Fernandes, 2022 é o ano em que o seu hotel registou o maior número de hóspedes, não só turistas como emigrantes vindos principalmente dos Estados Unidos, como também pessoas de outras ilhas de Cabo Verde.

Para mim é uma surpresa o Hotel Ocean View estar completamente cheio este ano. Temos um outro hotel, o Almada INN View Point, que fica no norte da cidade, que já está cheio também”, explicou João Pedro Fernandes. O empresário adianta que está com reservas a partir do dia 25 e que de entre os hóspedes encontram-se membros do governo, representantes de associações, câmaras municipais, além de turistas.

Por seu turno, Cássio Batista, dono do histórico Hotel Xaguate, que também fica na cidade de São Filipe, garante que neste momento está com 70% da lotação geral ocupada e que a partir do dia 24 deste mês vai começar a receber mais clientes. No entanto, explica, existem algumas vagas por preencher, visto que ainda nem todas foram confirmadas.

Com mais reservas de emigrantes cabo-verdianos residentes nos EUA, o gerente do Hotel Xaguate avançou ainda que tem reservas de pessoas das outras ilhas de Cabo Verde que querem passar as festividades do 1º de maio.

Uma outra unidade turística na Cidade dos Sobrados que se encontra com lotação esgotada é o Hotel Santos Pina. Quem nos deu essa garantia é o gerente, Higino que adiantou ainda que as reservas foram feitas a partir de 25 deste mês e que a maioria delas foi a pedido dos emigrantes da ilha residentes nos Estados Unidos de América. Isto sem contar os hóspedes de outras ilhas, membros do governo e entidades importantes que querem passar a festa de bandeira na ilha.

Ligações marítimas e aéreas insuficientes

No entanto, os donos dos hotéis colocam como maior problema as dificuldades de transportes marítimos e aéreos de e para a ilha do Fogo, dificultando a visita de mais pessoas à ilha do vulcão nesta época de festa.

“O nosso maior problema desde que abri este hotel, há 20 anos, é a falta de transportes para trazer turistas e visitantes ao Fogo. Isto porque este hotel vive muito de turismo e temos problemas com transportes, quer marítimos, quer aéreos”, queixa-se o dono do Hotel Xaguate.

Contudo, o proprietário do Hotel Ocean View diz esperar que haja mais voos e transportes marítimos para poder garantir a circulação de pessoas (tanto a entrada como a saída), afirmando que as pessoas ficam com medo de visitar a ilha nessa época do ano porque não têm garantia de regresso certo. Por isso, João Pedro Fernandes defende voos extras de e para o Fogo para que se possa dar resposta às demandas atuais.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project