CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Filipe: Presidente da câmara anuncia uma gala cultural em Novembro para reconhecer e valorizar agentes culturais 19 Outubro 2023

O presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva, anunciou quarta-feira a realização no próximo mês de Novembro de uma gala cultural para reconhecimento e valorização das pessoas que têm contribuído para a valorização da cultura no município.

São Filipe: Presidente da câmara anuncia uma gala cultural em Novembro para reconhecer e valorizar agentes culturais

O anúncio da gala cultural aconteceu durante a celebração do Dia Nacional da Cultura e das Comunidades, cujo acto decorreu nas instalações do Centro Cultural Armand Montrond e na ocasião Nuías Silva disse que a gala é para distinguir agentes culturais de diferentes domínios, indicando que a edilidade está a promover uma série de actividades formativas e workshops.

Com relação ao Dia Nacional da Cultura e das Comunidades, Nuías Silva advogou que celebrar este dia num país diaspórico como Cabo Verde é celebrar a amizade porque, explicitou, a cultura para além de uma linguagem estética também é uma linguagem de união e de amizade.

Para a edilidade de São Filipe, adiantou Nuías Silva, as comunidades imigradas e residentes é uma questão de política interna e não há diferença e todos têm um tratamento igualitário.

“Hoje é um dia especial e devemos utilizá-lo para reflexão sobre o caminho que temos percorrido em termos da cultura, mas também sobre a integração das comunidades imigradas no nosso seio e o que podemos fazer para melhorar, quer a promoção cultural, quer a melhoria da integração socioeconómica e política da comunidade imigrada”, defendeu o edil.

Segundo o mesmo, a sua câmara tem uma relação de amizade e proximidade com os imigrantes que são factores preponderantes na economia local, desenvolvendo actividades económicas que contribuem para o desenvolvimento da cidade e do município/ilha que escolheram para viver, sublinhando que neste domínio “São Filipe é uma cidade que une os que nasceram aqui e os que vieram de fora para residir, passar uma temporada ou para intercâmbio cultural e artístico”.

A edilidade, avançou, através das vereações da Cultura e das Comunidades, trabalha para uma maior diversidade cultural e uma fusão de linguagem cultural para demonstrar que a cultura é universal e sem barreiras linguísticas.

Nuías Silva indicou ainda que a sua câmara tem trabalhado para criar as melhores condições para os agentes culturais, nos vários domínios, possam promover, através da formação e de intercâmbios culturais actividades culturais, sublinhando que um conjunto de formação nas áreas de pintura, pintura em azulejo, música, dança, teatro estão programadas e que brevemente vai dotar o Centro Cultural de muito mais actividades para além do Centro da Juventude que já agrega.

“Vamos disponibilizar este espaço de novo para os agentes culturais e qualquer artista pode utilizá-lo gratuitamente para as suas actividades assim como para formações”, disse Nuías Silva, reconhecendo que nem sempre a câmara pode dar tudo aquilo que um agente cultural deseja, mas ela está sempre disponível para, juntos com os agentes, palmilhar todo o caminho para atingir uma situação mais desejável.

Em representação dos agentes culturais, o artista Mário Barbosa conhecido no meio artístico por Zelito Barbosa, endereçou em seu nome e em nome dos demais artistas um abraço cultural pintado de azul porque, segundo o mesmo, o azul na psicologia da cor traz sensação de paz, tranquilidade, amor e carinho.

“O Dia da Cultura é um momento para reflectir e entender um pouco que a cultura traz riqueza e diversidade na nossa vida, mas também para a nossa ilha e país”, afirmou Zelito Barbosa, sublinhando que a reflexão é também sobre o que cada um pode fazer para enriquecer, cada vez mais, a cultura que é plural e tem N forma de expressão e manifestação.

Zelito Barbosa apelou às autoridades para valorizarem os agentes culturais que, segundo o mesmo, são uma mais-valia para a cultura e têm valor para desenvolver, preservar e divulgar as manifestações culturais, sublinhando que “os agentes culturais é o caminho para que a cultura chegue a várias partes e são importantes para promoção e enriquecimento da cultura”.

Este destacou a necessidade de realização de intercâmbio cultural e de artistas que é fundamental para enriquecer a cultura, tendo destacado o trabalho que a edilidade está a realizar para trazer artistas para intercâmbios com os da ilha do Fogo.

Em representação das comunidades imigradas, o imigrante da Costa Ocidental Africana, Michel Marega, além de agradecer o convite para a comunidade africana participar na celebração do Dia das Comunidades, salientou que é “um grande dia para a comunidade”.

Michel Marega disse ainda que a comunidade africana está bem integrada no meio e que são bem tratados e por isso agradeceu às autoridades.

Várias actividades foram realizadas em comemoração do Dia Nacional da Cultura e das Comunidades como momento de sarau cultural “palco aberto”, música com os artistas locais, dança com o grupo “Kel bez es bez”, oficina criativa das artes, exposição de peças artesanais e degustação de pratos tradicionais de Cabo Verde, Senegal, Guiné Bissau e China.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Sondagem

    La connexion au serveur mysql a �chou�, v�rifiez que le serveur MySQL fonctionne
    Ver todas as sondagens

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project