CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Filipe: Taxistas e proprietários concentraram-se no largo de Cruz dos Passos em sinal de protesto contra medidas camarárias 12 Junho 2020

Os taxistas e proprietários concentraram-se, por algum momento, no largo de Cruz dos Passos, seguido de uma passagem frente ao edifício camarário, em sinal de protesto contra as medidas adoptadas pela câmara de São Filipe.

São Filipe: Taxistas e proprietários concentraram-se no largo de Cruz dos Passos em sinal de protesto contra medidas camarárias

A concentração foi convocada pela Associação de Táxi – Fogo, integrada pelos proprietários de táxis e taxistas, para mostrar o descontentamento da classe, segundo o presidente da associação, Denildo Gomes da Silva.

De entre as preocupações que afligem os taxistas e que aguardam pelo posicionamento da câmara, indicou a criação de mais parque de estacionamento de táxis na cidade de São Filipe.

É que neste momento, segundo Denildo Silva, existem mais de 80 táxis na praça e apenas 14 parques, e com entrada de novas viaturas nem sempre os espaços estão disponíveis e os taxistas são confrontados diariamente pelos agentes da Polícia Nacional.

A Associação Táxi-Fogo salientou que a câmara efectuou um recenseamento, que esta instituição apoiou, através da elaboração e envio de uma lista à autarquia de São Filipe, de modo a actualizar os táxis existentes, mas as pessoas que solicitaram a renovação de frotas estão a aguarda ainda o pronunciamento da câmara.

“Muitos documentos de proprietários que pretendem fazer mudança de frota estão pendentes, há meses ou mais do que ano, para serem resolvidos”, salientou o presidente da associação, que a título de exemplo, sublinhou que um proprietário entregou o seu documento a 22 de Fevereiro de 2019, mas que “incompreensivelmente, desapareceu na instituição camarária, o que é grave”, tendo entregado outro documento e até agora aguarda por uma resposta.

Denildo Silva indicou que, no ano passado, a associação apresentou uma proposta para aprovação que estipula três períodos distintos de funcionamento, das 06:00 às 19:30, entre as 19:30 e as 21:30 e entre as 21:30 e as 06:00 do dia seguinte, passando o serviço de táxi a funcionar 24 horas.

A apresentação dessa proposta, conforme alegou, se deve ao facto de haver muita crítica devido a ausência de táxis no período nocturno, mas até os dias de hoje a associação não recebeu qualquer resposta.

O presidente da Associação de Táxi – Fogo disse ainda que na semana passada teve um encontro com o presidente da câmara, Jorge Nogueira, que teria garantido e prometido que não emitiria licença para táxis e que faria tudo de forma transparente.

Denildo Silva fez saber que a promessa não foi cumprida e, cinco dias depois, o autarca emitiu licença a um proprietário de uma viatura, o que deixou revoltadas as pessoas que aguardam pela autorização para a renovação de frotas e com pedidos pendentes.

Os taxistas salientam que se a situação não for resolvida vão procurar por outros mecanismos, porque segundo o mesmo, “há limites para respostas a documentos que deram entrada” na instituição camarária.

Um dos proprietários de táxi presente na concentração de hoje, Benhur Cardoso, disse que esta iniciativa é para mostrar o descontentamento já que a autarquia não respeitou a legislação.

Segundo o mesmo, a lei prevê que para a emissão de uma licença pela primeira vez, o proprietário tem de apresentar carro zero quilômetro e para renovação, a viatura tem de ter um período de dois anos em relação à matrícula (data de entrada), mas a licenciada estava há quatro anos a operar como viatura de transporte turístico e não podia ter licença.

Esta não é a primeira vez que os taxistas de São Filipe se manifestam contra acções ou omissões da câmara em matéria relacionada com esta classe profissional. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project