ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: 75 anos dos Irmãos Capuchinhos em Cabo Verde é tema de conferência no Mindelo 23 Julho 2022

Os 75 anos da presença missionária dos Irmãos Capuchinhos em Cabo Verde é tema de uma conferência que acontece hoje no auditório Onésimo Silveira, da Universidade do Mindelo (Uni-Mindelo), em São Vicente.

São Vicente: 75 anos dos Irmãos Capuchinhos em Cabo Verde é tema de conferência no Mindelo

À Inforpress, o capuchinho natural da ilha do Fogo, frei Valter de Pina explicou que esta conferência tem como objectivo analisar o contributo que os Capuchinhos deram ao País, ao longo destes 75 anos, não só na fé, mas também na área social e cultural e noutras vertentes.

“Edificaram igrejas, capelas, criaram centros de formação, a escola materna na ilha do Fogo, mas também se destacaram a nível cultural e a nível social. Fizeram mais de uma centena de casas no Porto Novo, ajudaram pessoas em São Vicente com casas e apoiaram também estudos. É um trabalho social reconhecido em todo o território nacional”, destacou.

Outro tema da conferência é “Capuchinhos e a Igreja Sinodal e em saída do Papa Francisco”. Conforme o frei Valter de Pina, trata-se de um tema em que vão abordar a Igreja Sinodal, Papa Francisco, que é um papa jesuíta, mas com espiritualidade franciscana.

É uma igreja que vai ao encontro das pessoas, principalmente das mais desfavorecidas, e que não fica somente na sacristia”, esclareceu a mesma fonte, para quem, é esta a igreja que os Capuchinhos, preconizam.

Segundo a mesma fonte, o tema “Perspectivas para o futuro: O que a sociedade e a igreja cabo-verdiana esperam dos Capuchinhos” encerra a conferência. Entretanto, segundo o frei Valter de Pina, as comemorações dos 75 anos dos Irmãos Capuchinhos em Cabo Verde vão decorrer até o final de Outubro, próximo.

De acordo com a Diocese de Santiago, os primeiros missionários Capuchinhos chegaram às ilhas do Fogo e Brava em 1947, “ano de grande seca e de uma grande crise social e religiosa”, provenientes de Turim, Itália.

Os pioneiros, atendendo às necessidades missionárias e apostólicas, ocuparam-se dos mais pobres e desfavorecidos e de actividades paroquiais., refere a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project