POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Alcides Graça reeleito líder do PAICV em São Vicente 25 Novembro 2019

Segundo os resultados provisórios, o advogado Alcides Graça renovou, com 55% de votos expressos, o mandato como presidente da Comissão Política Regional (CPR) do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) em São Vicente, em eleições realizadas este Domingo,25, tendo como oponente Nilton Silva. Este reconheceu a derrota, mas alerta para a análise da causa que terá estado na origem da abstenção registada nas diretas deste Domingo, que foi relativamente elevada.

Alcides Graça reeleito líder do PAICV em São Vicente

Alcides Graça avançou à Inforpress e à RCV na noite de hoje,24, que os resultados são ainda provisórios, mas já lhe dão a vitória, por agora, com 55 por cento (%) dos votos validamente expressos.

O reeleito líder da oposição em São Vicente disse estar “muito satisfeito” com a confiança que a maioria dos militantes nele depositaram, mais uma vez, e agora quer “trabalhar com todos” para afirmar o primeiro pilar da sua candidatura, que é o “reforço da coesão interna, mas com respeito pela diferença”.

“Pretendemos criar um núcleo de apoio e promoção de inclusão e coesão interna para responder a essa necessidade premente do PAICV nesses últimos tempos”, anunciou aquando da apresentação da sua candidatura.

O segundo, adiantou, é a qualificação da base de dados no qual pretendem reaproximar os militantes que estão desactivados e recrutar novos partidários com o objectivo de chegar a cinco mil militantes até 2022.

Segundo ainda a Inforpress, o terceiro pilar do projeto político de Graça é a transformação da sede do partido num ponto de convergência e de promoção de compromissos com a juventude.

No entanto, referiu que o primeiro passo já foi dado com a criação da sala de leitura e o segundo passo é transformar a sala num espaço de formação de curta e média duração para os jovens mindelenses.

Quanto a ser candidato à presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Alcides Graça garantiu ser “muito cedo” para falar nisso, uma vez que tudo dependerá das sondagens a serem feitas e que devem escolher o “melhor candidato”. Mas asseverou que vai cuidar deste dossiê, a partir de agora.

Nilton reconhece derrota e alerta sobre abstenção

Entretanto, o candidato Nilton Silva reconheceu, por seu lado, a derrota, mas disse, ainda assim, sentir-se um “ganhador” com os resultados que obteve. Em exclusivo ao Asemanaonline, tinha garantido que, se perder, ia trabalhar com a nova equipa eleita. «Darei sempre meu contributo para o bem de SV e PAICV. A partir de hoje,24, não há lista concorrente, não há grupos... há sim PAICV. E por este património continuaremos a trabalhar por ideologia e por convicção», acaba de anunciar Nilton Silva na sua página de facebook.

No entanto, o professor chamou atenção, no rescaldo das eleições deste Domingo, para o nível de abstenção registado, que foi “muito alta”, sendo que, assegurou, dos três mil militantes inscritos, “apenas novecentos” foram votar.

Algo que, segundo a mesma fonte citada pela Inforpress, mostra que “há um trabalho a ser feito”, até mesmo tendo em vista as próximas eleições legislativas e autárquicas, a serem disputadas no próximo ano.

Referindo-se a este particular, o renovado líder regional Alcides Graça disse ser «uma abstenção relativa”, uma vez que pode haver militantes inscritos na lista, mas que estão desativados ou outros até fora da ilha e de Cabo Verde.

Os resultados finais destas eleições do presidente da CPR do PAICV, em São Vicente, devem ser conhecidas nesta segunda-feira,25.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project