AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Candidatos apresentam suas propostas ao eleitorado através de carros móveis e cartazes 08 Outubro 2020

No a arranque da campanha autárquica em São Vicente, os candidatos optaram por realizar contatos com o eleitorado, mas seguindo as restrições sanitárias, devido a pandemia de covid-19. Pelas ruas eram visíveis os cartazes dos candidatos, bem como carros de som a circularem com mensagens dirigidas ao eleitorado.

São Vicente: Candidatos apresentam suas propostas ao eleitorado através de carros  móveis e cartazes

O candidato pelo MpD, Augusto Neves, fez contatos pelos bairros em conversas com as pessoas, levando os planos e projetos da sua lista para o eleitorado, nas quais pediu mais um mandato para, segundo diz, “dar continuidade ao trabalho feito até ao momento”.

A comitiva ventoinha fez ainda ações de campanha no mercado da Praça Estrela e porta-a-porta na zona do Lazareto. No final do dia, fez a inauguração da sede de campanha, sito na rua de Lisboa, que contou com a presença do presidente do partido, Ulisses Correia e Silva.

Por seu lado, Albertino Graça, candidato pelo PAICV, deslocou-se ao bairro de Chã de Alecrim, localidade de Canalona, uma zona, que segundo o candidato pelo partido tambarina, “precisa de intervenção social muito grande”.

No entender de Graça é preciso “uma mudança” a nível da governação local da ilha, pelo que procurou levar ao eleitorado uma mensagem de “confiança”. Neste sentido, reconheceu que “as pessoas estão desanimadas” e com isso pretende demonstrar que não deve haver “razões para desânimo”, porque a “ilha de São Vicente tem futuro.”

Já António Monteiro, candidato pela UCID, optou por contactos porta-a-porta na cidade do Mindelo. O percurso teve como destino a zona de Alto Mira Mar e de seguida Praça Nova, no qual o otimismo dominou a trajetória dos elementos da comitiva liderada por Monteiro.

Dora Pires, candidata à Assembleia Municipal, fez um balanço positivo, com "bom" feedback por parte das pessoas. "O desejo de mudança é muito grande, por isso tivemos uma boa receção e isso nos dá coragem para continuarmos com a força que arrancamos hoje. O importante é que estamos a cumprir com os requisitos da Comissão Nacional de Eleições e do Ministério da Saúde por estarmos a viver uma situação de pandemia", assegura a candidata. Para esta sexta-feira, a UCID tem traçado ações de campanha nas zonas de Chã de Alecrim e Maderalzinho.

Por seu turno, Nelson Lopes, candidato pelo Movimento Más Soncent, defende que partirá para estes eleições com propostas concretas para aos sanvicetinos.
“Vamos fazer campanha, mas acima de tudo está a saúde das pessoas, pois sem ela não se pode fazer absolutamente nada e, assim, vamos tudo fazer para levar a nossa mensagem, mas enquadrada sempre nas regras definidas pelas autoridades sanitárias”, sintetizou, segundo feclraçoes aos órgaos da comuncação social.

OS e AC/ com inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project