POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Deputados do PAICV dizem que ilha “andou para trás” no último ano 13 Julho 2018

Os deputados do PAICV eleitos pelo círculo eleitoral de São Vicente consideraram hoje,13, que, se no balanço do ano passado concluíram que a ilha se encontrava “parada”, agora a constatação é que ela “andou para trás”.

São Vicente: Deputados do PAICV dizem que ilha “andou para trás” no último ano

O porta-voz dos três deputados do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (oposição), Manuel Inocêncio Sousa, falava em conferência de imprensa, na manhã de hoje, no Mindelo, no balanço das realizações do Governo e da situação social e económica da ilha neste ano parlamentar, no mês da sua conclusão.

“Nada de novo aconteceu em termos de realizações em nenhum dos sectores, não houve nenhum investimento significativo na ilha, seja público ou privado”, lançou o deputado, para quem “não vale a pena o Governo continuar a vender ideias abstractas” aos sanvicentinos, que “já não vão nessa cantiga”.

Por exemplo, no sector da Saúde, conforme a mesma fonte, “não há avanços e nenhum dos projectos previstos para o hospital Baptista de Sousa avançou” como são os casos da reabilitação do hospital velho e a construção do novo bloco, num sector em que as listas de espera “continuam significativas” para as consultas de especialidade e as dificuldades de acesso ao banco de urgências “são as mesmas”.

Na área do emprego, referiu, “não havendo investimentos significativos nem novas iniciativas empresariais”, os empresários continuam a ter as mesmas dificuldades que vinham tendo no acesso ao crédito, no cumprimento das suas obrigações fiscais e no acesso a fundos anunciados, por isso “não há criação de novos postos de trabalho”.

O deputado nomeou ainda que cerca de 80 habitações sociais do programa Casa para Todos, prontas, continuam fechadas há vários meses, a Cabnave a “sofrer imensamente” com ausência de investimentos e uma “redução forte” das descargas de pescado na plataforma de frio do Porto Grande, da Atunlo, relacionados com os custos portuários.

“A situação social na ilha degrada-se a olhos vistos e não há sinal de intervenção nem do Governo nem da câmara”, acusou Inocêncio Sousa, para quem o presidente da autarquia “perdeu a voz” com a entrada do MpD no Governo.

“Hoje não ouvimos o nosso presidente, mantém-se mudo, nada diz”, concretizou a mesma fonte, que, por outro lado, acusou o Governo de tomar medidas, ultimamente, que “penalizaram dramaticamente” a economia da ilha, quando suspendeu os voos internacionais directos da companhia aérea nacional para São Vicente.

Neste aspecto, considerou que a companhia de aviação Binter “não oferece transporte de carga aérea” e os lugares para voos inter-ilhas são “extremamente escassos”, as indústrias estão a “padecer” porque tem dificuldades em importar matéria prima, em exportar os seus produtos e em cumprir os seus compromissos lá fora, as unidades turísticas e hoteleiras estão a ver as reservas canceladas por falta de lugares para aceder a São Vicente a exportação de produtos frescos da pesca “praticamente tornou-se inviável”.

“Portanto, a economia de São Vicente está verdadeiramente bloqueada, uma situação criada por uma decisão do Governo”, ajuntou a mesma fonte, que explicou que o Governo tem que decidir resolver esse problema que “está nas suas mãos”, bastando para tal que decida que a TACV deva retomar os voos internacionais para São Vicente.

“Com dois aviões ATR a circular, sem voos directos para esses principais aeroportos vai ser dramática a situação nas próximas semanas”, prevê o deputado do PAICV, que fez um “apelo forte” ao Governo no sentido de mudar a sua política de transportes marítimos no país.

“Pergunto se não é altura de o Governo pensar em relançar a TACV nos voos domésticos, porque esta é ainda a melhor solução”, sintetizou, acrescentando que, em resumo, o balanço da governação neste ano parlamentar, em relação a São Vicente, é “extremamente negativo, nada avança e aumentam seriamente as dificuldades” para o desenvolvimento da ilha.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project