CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Despejados no mar mais de 800 quilos de búzios e lagostas apreendidos em São Pedro 01 Outubro 2020

A Direção Geral dos Recursos Marinhos mandou despejar no mar, esta terça-feira, cerca de 800 quilos de búzios e lagosta apreendidos a pescadores de São Pedro há cerca de dois meses.

São Vicente: Despejados no mar mais de 800 quilos de búzios e lagostas apreendidos em São Pedro

A decisão deixou os proprietários dos botes insatisfeitos. Em declarações à RCV, Faustina Andrade, peixeira de São Pedro, lamentou aquilo que considerou ser demonstração de poder e disse que, em vez de deitarem os produtos apreendidos no mar, os mesmos deviam ser doados à instituições de cariz social na ilha.

Faustina Andrade diz que para além dos botes ficarem em terra sem poderem ir para o mar, os equipamentos estão presos e os pescadores estão a passar por maus momentos devido, também, a situação da covid-19.

Os botes foram detidos na sequência da pesca ilegal e com uma coima de 20 mil escudos, quantia que será difícil pagar, neste período da covid-19, segundo o presidente da Associação dos Pescadores de São Pedro.

Luís Delgado defende que a Inspeção Geral das Pescas deve devolver os equipamentos apreendidos aos pescadores porque são importantes mesmo para a pesca legal.

Inspeção-geral das pescas explica

Em reação, a Inspetora Geral das Pescas, Maísa Rocheteau, explica que a apreensão dos produtos e equipamentos em São Pedro pela Policia Marítima aconteceu no âmbito de um processo de pesca ilegal naquela zona.

Maísa Rocheteau esclarece que muitas vezes são doados a instituições de cariz social os produtos apreendidos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project