ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Forças Armadas querem comunidade académica e público em geral a “compreender melhor” guerra na Ucrânia 11 Janeiro 2023

As Forças Armadas realizaram hoje uma conferência com o objectivo fazer a comunidade académica e o público “compreender melhor” a guerra na Ucrânia, com impacto também no País, elucidou o moderador e tenente-coronel José António da Graça.

São Vicente: Forças Armadas querem comunidade académica e público em geral a “compreender melhor” guerra na Ucrânia

O evento, em modo híbrido, aconteceu no quadro das comemorações dos 56 anos das Forças Armadas de Cabo Verde (FACV) e resultou de uma parceria com a Universidade Lusófona de Cabo Verde (ULCV) e com o envolvimento da Associação Sindical dos Jornalistas de Cabo Verde (Ajoc).

A intenção da conferência, sob o tema “A Segurança Internacional: Desafios actuais e lições a tirar da guerra na Ucrânia, Ucrânia: Tão novas quanto tão velhas ilações e a guerra omunicacional”, foi mostrar ao público interessado, segundo José António da Graça, “alguns aspectos essenciais” desta problemática que afecta também o País

“Sabemos que a guerra é algo complexo, que não tem a ver apenas com operações de ordem militar, mas, também com outras dimensões da vida política e com todos os actores envolvidos na contenda”, considerou o tenente-coronel neste momento na reforma.

Daí, o convite à participação, conforme a mesma fonte, de dois especialistas nestas questões, o professor e comentador da SIC e da CNN Carlos Mendes Dias, e o jornalista da TVI Rolando Santos, que participaram de Portugal, via plataforma digital.

“Com essas acções podemos garantir alguma informação, algum conhecimento que nos possam ajudar a compreender efectivamente o que está a passar à volta desta guerra”, sustentou José António da Graça, acrescentando que os dois palestrantes trazem perspectivas diferentes, mas complementares, um relacionado com a geopolítica e estratégia e outro com a guerra comunicacional.

Isto porque, segundo a mesma fonte, é preciso ter uma noção de geopolítica para se entender as atitudes, por exemplo, da Rússia, da NATO, da União Europeia e do mundo inteiro.

A conferência, que contou com personalidades de vários quadrantes da vida mindelense, também esteve a ser transmitida via internet para a Cidade da Praia e ilha do Sal.

O acto de encerramento deveria ser feito pelo presidente da Ajoc, Geremias Furtado.

Além do evento, as FACV comemoram o 56º aniversário, assinalado no dia 15, com diversas actividades, desde militares, desportivas, sociais e culturais, que decorrem durante todo o mês de Janeiro.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project