ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Instituto do Ambiente e Escola do Governo na mira da Fundação José Maria Neves 08 Junho 2018

A Fundação José Maria Neves para Governança (FJMN), apresentada, nesta quarta-feira,07, pela primeira vez, em São Vicente, tem em carteira diversos projectos, dois dos quais, o Instituto do Ambiente e a Escola do Governo, em vias de implementação.

São Vicente: Instituto do Ambiente e Escola do Governo na mira da Fundação José Maria Neves

Quem o afirmou foi o próprio patrono da fundação, o ex-primeiro-ministro, José Maria Neves, durante a apresentação pública, na noite de hoje, na Universidade do Mindelo (Uni-CV).

Uma das primeiras acções a implementar, segundo a mesma fonte, vai ser a criação do Instituto do Ambiente, o qual vai trabalhar “todas as questões ambientais”, desde investigação, publicações, realizações de conferências, mas também a implementação de projectos.

Por outro lado, aquele responsável assegurou estar numa” fase avançada” os preparativos para a abertura, no próximo ano lectivo, da Escola do Governo, que irá promover cursos de especialização em domínios como as políticas públicas, Direito, governança, relações internacionais e questões económicas e ambientais.

“Pretendemos trabalhar em estreita colaboração com as universidades existentes no país”, concretizou a mesma fonte, cuja fundação conta ainda organizar “todo o acervo” de José Maria Neves como primeiro-ministro, que esteve à frente do Governo de Cabo Verde durante 15 anos, até 2016.

“Estamos a trabalhar todos esses documentos para depois disponibilizar aos estudantes nessas diferentes áreas”, reiterou José Maria Neves.

Tudo isso, conforme o presidente da FJMN, feito na base do “voluntariado”, uma vez que a fundação apresenta-se como “um espaço de doação”.

“Temos que procurar financiamentos para os diferentes projectos e não é fácil para um país como Cabo Verde e nas circunstâncias em que vivemos conseguir todos esses elementos”, admitiu José Maria Neves.

O antigo primeiro-ministro fez essas declarações no acto da abertura da sessão alusiva ao 1º aniversário da Fundação e apresentação pública da mesma em São Vicente.

Seguiu-se o painel “Governação electrónica e desenvolvimento sustentável”, com o conferencista Jorge Lopes, uma conferência que os promotores já tinham realizado na Cidade da Praia e pretendem levar para outras ilhas do país.

A FJMN foi criada em 2017, na Cidade da Praia, e tem funcionado desde então com a realização de conferências sobre temas relacionados com a governabilidade, as políticas públicas, a reforma do Estado e o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project