POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Líder do PAICV propõe lei de responsabilidade territorial para gestão dos solos 08 Agosto 2020

A líder do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) propôs hoje, em São Vicente, uma lei de responsabilidade territorial para que todos os gestores públicos sejam responsabilizados por actos ilícitos na gestão dos solos.

São Vicente: Líder do PAICV propõe lei de responsabilidade territorial para gestão dos solos

Janira Hopffer Almada, que falava à imprensa durante um contacto com os munícipes sanvicentinos na Praça Estrela, sugeriu também um programa nacional de disponibilização de terrenos para a construção de habitação para jovens quadros e famílias carenciadas e um plano de ordenamento da orla costeira para “potenciar as riquezas”.

Falando concretamente do contacto com os munícipes a líder do PAICV disse que sentiu que a população está cada vez mais consciente de que “não pode continuar a ter câmaras municipais como a de São Vicente, que se concentra apenas na gestão corrente, numa navegação à vista e com medidas que são implementadas praticamente apenas nas vésperas das eleições”.

“São Vicente precisa e merece uma nova ambição. Merece um executivo camarário que tem em conta as diversas potencialidades da ilha e que, sobretudo, não se contente em fazer mera gestão corrente para garantir a sua manutenção”, sustentou.

Janira Hopffer Almada disse ter constatado também que a actividade económica precisa ser incrementada, que as camadas vulneráveis precisam ser apoiadas, que a juventude precisa de mais oportunidades, que o comércio informal precisa de um olhar e que as pessoas têm direito a viverem melhor, numa ilha que “ tem todas as condições para ser um sucesso”.

Para a presidente do PAICV ao fim de 13 anos da actual gestão camarária é preciso fazer um balanço sobre que parcerias a CMSV já mobilizou, quantos projectos privados já conseguiu para São Vicente, quantos projectos de habitação social criou, que medidas para incrementar o turismo implementou e que apostas fez nas pescas para ajudar este sector.

“Não se entende que um partido que defendeu que 15 anos é de mais não entenda agora que 13 anos também seja de mais para uma câmara que não tem resultados sobre a transformação de São Vicente”, acrescentou Janira Hopffer Almada, para quem “o PAICV está em condições de mudar” este estado de coisas porque tem estado, nos últimos quatro anos, a defender a sua visão estratégica que é a “construção de um Cabo Verde para todos” e sobre as áreas que são fundamentais para o desenvolvimento. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project