POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: JpD repudia declarações do líder da JPAI sobre “incentivo do consumo do álcool” na camada jovem 18 Janeiro 2018

A Juventude para a Democracia (JpD) repudiou hoje,17, “de forma veemente”, as declarações alegdamente “irresponsáveis e sem escrúpulo” do presidente da JPAI-São Vicente, que acusara a JpD de “incentivar o consumo do álcool” através de torneios desportivos.

São Vicente: JpD repudia declarações do líder da JPAI sobre “incentivo do consumo do álcool” na camada jovem

Na terça-feira, 16, a Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (JPAI), em São Vicente, através do seu líder, Odair Cruz, acusara a juventude afecta ao Movimento para a Democracia (JpD) de “proporcionar bebidas alcoólicas” para uma “suposta diversão” de jovens, “incentivando o uso do álcool”.

Segundo o presidente da organização juvenil afecta ao PAICV (oposição), tudo terá acontecido no feriado de 13 de Janeiro quando, alegadamente, a JpD organizou “um conjunto de torneios desportivos” em diversos bairros da ilha, sendo troféus, concretizou, “três caixas de cervejas para o primeiro classificado e uma caixa para o segundo lugar”.

Em nota enviada à Inforpress na tarde de hoje, rubricada pelo Gabinete de Comunicação e Imagem da JpD, a juventude afecta ao Movimento para a Democracia (MpD, no poder) vem reafirmar que sociedade civil “tem provas mais do que suficientes”, de que ela tem sido “a única associação política juvenil no país” com acções de campanha contra o uso abusivo do álcool em diferentes pontos de Cabo Verde, pelo que “distancia e condena” tais práticas.

Para a JpD, no seu comunicado, esse comportamento da JPAI é um “reflexo claro” do discurso e das posições que tem vindo a ser assumidas pela oposição, “ancoradas no populismo e na demagogia para confundir” a opinião pública.

“Tal postura representa o mais elementar sintoma da baixa política, um défice de seriedade e responsabilidade e o gozo pela difamação gratuita e infundada”, lê-se na nota, reforçando que tais atitudes “não combinam com a juventude, com a democracia e com o comprometimento” na resolução dos principais problemas que afligem a juventude cabo-verdiana.

Por isso, a JpD diz estranhar que uma juventude partidária que apoiou um governo que durante 15 anos esteve “de costas voltadas” para a juventude, “renasça do nada e ataca a única juventude politica organizada e activa” do país.

A JpD, assinala o Gabinete de Comunicação e Imagem, tem apostado “de forma intensiva” na formação social, política e cívica dos jovens, perseguindo “o grande objectivo” de trabalhar em prol da juventude cabo-verdiana.

“Aos dirigentes da JPAI-São Vicente advertimos que, como em qualquer plano, na política é preciso respeito, algum pudor e responsabilidade, para que não encontremos na baixa politica uma forma de fazer política”, finaliza o documento da JpD, em resposta à conferência de imprensa da congênere JPAI. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project