Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Partidos visam diversificação para relançamento da economia local 10 Abril 2021

O ambiente da campanha eleitoral em São Vicente aquece com os candidatos a apresentarem propostas "fortes" para relançar o desenvolvimento desta que é a segunda ilha mais populosa do arquipélago. Para que a economia da ilha do Porto Grande tenha outros contornos, os partidos querem arriscar em resolver os problemas de todos os setores de São Vicente, o que teria um impacto muito positivo na melhoria das condições de vida das famílias e de todas as atividades geradoras de rendimento.

São Vicente: Partidos visam diversificação para relançamento da economia local

PAICV promete melhorias em todos os setores da ilha

Luana Jardim, quarta candidata da lista do PAICV para o Círculo Eleitoral de São Vicente, diz que a ilha apresenta um bom número de empresas ativas com um volume de negócios com um contributo interessante para o Produto Interno Bruto Nacional e, entretanto, “não vemos uma aposta forte no desenvolvimento de agronegócios e na agroindústria”.

A mesma acredita que, todos os setores da ilha têm passado por muitas dificuldades, nomeadamente a agricultura, a pecuária, o comércio, a indústria, entre outros.
Segundo o PAICV, os agricultores de Ribeira de Calhau, Ribeira de Vinha, Txon de Holanda, os pescadores de São Pedro, os criadores de gado que têm passado por maus bocados, com ataques de cães vadios aos seus animais, empresas a irem à falência e a necessidade de promoção e expansão dos produtos da São Vicente dentro e fora do país, são alguns dos problemas que o partido da Estrela Negra pretende resolver, caso vença as legislativas de 18 de abril.

O PAICV destaca que, tudo isto tem sido visto como um “total abandono do atual governo”. A primeira proposta, conforme a candidata, começa por auscultar todos os setores, para que possam estar a par de todos os problemas e que sejam criadas políticas capazes de melhorar as suas capacidades de produção e em melhores condições.

Apoiar o desenvolvimento de agronegócios e de agroindústria, por exemplo a UTAGA em Ribeira de Calhau e que, entretanto, não é muito conhecida a nível nacional, e a Associação Amigos da Natureza que produz morangos através do sistema de Hidroponia, são algumas das soluções a reproduzir.

“Há que apostar em tecnologias para divulgação dos produtos de São Vicente e na criação de mecanismos de transportes para o escoamento dos produtos produzidos na ilha”, sublinha a candidata que aponta que, o partido da estrela negra pretende ainda apoiar as iniciativas de turismo comunitário em Salamansa e Ribeira Bote, ajudar as pessoas a saírem do setor informal para o setor formal.

Este sábado, o partido dos tambarinas deslocaram-se às zonas de Ribeira de Vinha, Lazareto e São Pedro, amanhã, 11, a ideia é fazer visitas porta-a-porta às comunidades de Fernando Pó e Ribeira de Craquinha

PTS quer atrair indústrias para a ilha de São Vicente

O PTS, liderado pelo cabeça de lista, Jailson D’Aguiar, também é da opinião que, a economia de São Vicente tem que passar por todos os setores da ilha, sobretudo as pescas, a agricultura, e outros e passa por criar condições, por exemplo, para atrair indústrias para nossa ilha.

“Temos um parque industrial com espaço enorme para atrair investimentos, mas o que acontece são as elevadas taxas ou altos impostos que são exigidos”, frisa Jailson.

O Partido aponta a situação atual do aeroporto da ilha que está em "más condições" a nível de iluminação e que o numero de voos Uum ou dois por semana) é insuficiente para o desenvolvimento das atividades das empresas privadas.

“Tem que ser feito a segunda fase do aeroporto que nunca foi mais além. E esta segunda fase que ainda não foi concretizada, vai fazer com que as empresas, por exemplo, enviem a maior parte das suas cargas por via marítima que por si só leva mais tempo”, explica o cabeça de lista que promete fazer com que a ilha venha a ter melhores dias, caso vença as eleições no dia 18 de abril.

Este sábado, o PTS concentrou as suas atenções nas zonas de Fonte Felipe e Fonte Inês e amanha prevê visitas a Espia e Cruz João Évora.

Até ao fecho desta edição, não conseguimos entrar em contacto com nenhum elemento das listas do MpD e da UCID, para falarem sobre a economia de São Vicente.
Contudo, o MpD que esteve este sábado em contactos na zona de Monte Sossego reforçou, mais uma vez, o apoio ao sector das pescas, com meios para a atividade artesanal, semi-industrial e aquisição de embarcações industriais. Neste domingo, o partido terá como foco as localidades de Madeiral e Ribeira de Calhau.
A UCID, através do segundo elemento da lista, Zilda Oliveira, assegurou em visita a localidade de Chã de Alecrim que, o partido vai investir na agricultura para facilitar o crédito aos agricultores e potenciar a rega através de água dessalinizada.
Conforme, Zilda, uma aposta na agricultura, que deriva da “descentralização” do desenvolvimento económico do turismo e do investimento em outras atividades.
Este domingo a caravana da UCID vai deslocar à Ribeira de Vinha, Lazareto, São Pedro
AC

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project