ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente/Protestos pela justiça: “A manifestação foi boa, mas ficou aquém das expetativas” 25 Setembro 2021

Este sábado cumpriu-se a tão aguardada manifestação geral pela justiça, mas conforme o movimento cívico Sokols-2017, “a marcha de protestos foi boa, mas ficou aquém das expetativas” - estima-se em cerca de 3 mil participantes. É que a previsão inicial da organização era de atingir cerca de 20 mil manifestantes, porém não se conseguiu esta meta na manifestação de hoje na cidade do Mindelo. Apesar do esforço em atrair mais pessoas e passar a mensagem, o líder Salvador Mascarenhas quer repensar seu envolvimento como ativista político. Confessa que o Sokols não conseguiu passar a sua mensagem e apela às pessoas para continuarem a luta e serem mais ativas.

São Vicente/Protestos pela justiça: “A manifestação foi boa, mas ficou aquém das expetativas”

O balanço da manifestação deste dia 25 de setembro foi feito pelo responsável Movimento Cívico Sokols 2017, em declarações a imprensa, após o término dos protestos que tiveram a duração de aproximadamente 3 horas, com várias palavras de ordem que foram transmitidas ao longo de todo o percurso pelas artérias da cidade do Mindelo e arredores – Alto Solarine, Fonte Filiepe e Ribeirinha.

Segundo apurou a reportagem do Asemanaonline, vários foram os testemunhos ouvidos por todos que representavam situações de injustiças que são motivos de descontentamento e protestos.

Devido à fraca adesão de pessoas à manifestação deste sábado no Mindelo, alguns acreditam que, “o povo de São Vicente está com medo e que é preciso unir para mudar o rumo das coisas e evitar o bairrismo”.

Durante a paragem dos manifestantes frente à Cadeira Central da Ribeira, como forma de pedir a liberdade imediata do advogado Amadeu Oliveira, foram soltos 30 pombos, que sobrevoaram o céu da cidade do Mindelo – simbolizando a liberdade na paz com felicidades.

Reforma da justiça e novas formas de luta

Conforme o líder do Sokols 2017, o objetivo traçado era de atrair a participação de cerca de 20 mil pessoas no protesto deste sábado, mas esta meta não foi atingida. Salvador Mascarenhas considera que esta previsão inicial “ficou aquém das expetativas”. Tudo por “não ter talvez passado a mensagem”. Por isso, pretendo “repensar o meu envolvimento como ativista político”, admite Mascaraenhas.

A mesma fonte assegurou que esforçou muito para que a manifestação pudesse acontecer. “Demos volta à cadeia da Ribeirinha e mandamos uma mensagem forte ao Amadeu para que ele possa sentir-se forte e acho que as pessoas estão a começar a preocupar com a questão da justiça”, indica Mascarenhas, que salienta, no entanto, que, por vezes, “alguns são um bocado complicado com as pessoas e não é fácil passar a mensagem”.

Com isso, o líder do Sokols 2017 diz esperar que os governantes observem de fato as reformas que Amadeu propôs, por acreditar que uma parte significativa da população está preocupada com o estado da justiça em Cabo Verde.

Entre as reivindicações está, refere a Lusa, uma reforma do Conselho Superior de Magistratura Judicial (CSMJ), órgão de gestão e disciplina dos juízes, com a criação de um órgão independente para fiscalizar e controlar os juízes, contendo elementos do Governo, Ministério Público, magistrados e sociedade civil.

Segundo a mesma fonte, outro ponto é a criação de uma lei de tramitação processual, onde cada processo teria um número, pela sua natureza e valor, para evitar morosidade processual.

“Todos os políticos estão a pegar nesta questão da justiça, mas as promessas são complicadas. Os políticos (dos dois partidos mais importantes) já prometeram muita coisa neste país, mas nunca conseguiram cumprir nas suas governações”, observa Salavdor Mascarenhas, aconselhando as pessoas a “colocar os governantes uma rédea”, a serem “cidadãos mais ativos e prestar atenção aos programas apresentados pelos políticos e exigir e fazer abaixo-assinados”.

Segundo a mesma fonte, Sokols quer que as pessoas continuam a manifestar-se, mas com outros meios: abaixo-assinados, propostas para o parlamento sobre assuntos importantes e debates. “Mas as pessoas têm que ter mais consciência sobre o que é, de fato, a justiça e aos seus problemas”, aconselha Salvador Mascarenhas.

Arménia Chantre/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project