Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: UCID promete continuar a trabalhar para que Cabo Verde “ganhe e fortaleça” a sua democracia 19 Abril 2021

O líder da União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID), António Monteiro disse que eleger quatro deputados “foi uma vitória que sabe a pouco”, mas que o partido sai desta eleição com um “sentimento do dever cumprido”.

São Vicente: UCID promete continuar a trabalhar para que Cabo Verde “ganhe e fortaleça” a sua democracia

Segundo a Inforpress, António Monteiro reagia aos resultados provisórios das eleições legislativas deste domingo. O mesmo acredita que, não houve uma “votação tranquila” e que as pessoas foram “pressionadas”. O partido aponta que, a democracia continua a dar sinais de ser “uma democracia que precisa ser aprimorada”.

Eles, enquanto políticos e cidadãos, salienta, “deveremos fazer de tudo para que realmente tenhamos liberdade de voto em consciência e tenhamos voto não comprado”.

Segundo António Monteiro, a UCID “fez de tudo” para melhorar a gestão do País, mas “infelizmente o povo é quem mais ordena”, pelo que, prometeu, o partido continuará a trabalhar para que Cabo Verde “ganhe e fortaleça” a sua democracia.

Para Monteiro, o facto de o partido ter aumentado o seu escore e de ter elegido quatro deputados em São Vicente “é uma vitória que sabe a pouco”, na medida em que os objetivos que o partido colocou eram “nobres e interessantes” e entendiam que “o País precisava de um novo rumo”.

conforme ainda a Inforpress, a intervenção de António Monteiro que estava a ser transmitida pela Televisão de Cabo Verde (TCV) foi, entretanto, interrompida para dar lugar à reação do candidato vencedor destas eleições, Ulisses Correia e Silva, o que, para o líder da UCID, tratou-se de uma “situação caricata e de falta de respeito” da TCV.

Os dados provisórios das eleições legislativas deste domingo apontam maioria absoluta do Movimento para Democracia (MpD), com 49,1 por cento (%) dos votos, elegendo 36 deputados, seguido do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), com 38% dos votos elegendo 28 deputados, e a UCID, com 9%, elegendo quatro deputados, mais um dos que as legislativas de 2016.
AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project