NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente/URDI: Inaugurado Salão Created in Cabo Verde com muita diversidade de obras 02 Dezembro 2018

O Salão Created in Cabo Verde, enquadrado na Feira de Artesanato e Design – URDI, foi inaugurado na noite de sexta-feira,30, no Mindelo, com uma vasta diversidade de obras, desde tapeçaria, renda Brava e outras criações.

São Vicente/URDI: Inaugurado Salão Created in Cabo Verde com muita diversidade de obras

A primeira destas criações que foi dado à conhecer ao público e que está em exposição na galeria Zero Point Art, foi a “Teada”, a residência artística que juntou vários artesãos, entre estes Joana Pinto, João Fortes e Marcelino Santos, que numa perspectiva “completamente actual” conceberam uma peça de tapeçaria idealizada pelo “mestre” destes, o conhecido artista plástico mindelense Manuel Figueira.

Entretanto, Manuel Figueira não pode estar presente, segundo a Inforpress, no acto de inauguração, segundo a organização da URDI, devido a questões de saúde.

A fazer fé na mesma fonte, a residência criativa contou ainda com obras dos artistas Bento Oliveira e Xande da Silva, este último que disse pretender com o seu trabalho pegar na tapeçaria tradicional e a transformar em algo “mais contemporâneo”.

“Muitas pessoas pensam que o futuro está fora daqui, mas não, está nas nossas mãos. Temos que acreditar, porque tudo que acreditamos conseguimos realizar”, salientou este profissional, adiantando que a ideia era mostrar e inspirar as pessoas, que “se consegue fazer tantas coisas simples e bonitas, com materiais que se considera lixo”.

“Esta resultou numa boa obra e que depois vai dar continuidade à outras obras”, assegurou o artista, para quem esta “grande iniciativa”, como é a URDI, deveria ser organizada “mais vezes “ ao ano para dar “dinâmica” ao país.

Esta opinião também foi defendida por Bento Oliveira, que explicou que a parte física da sua criação foi inspirada na Rua da Praia, no Mindelo, onde mora neste momento e que considerou ser um dos lugares “mais bonito do mundo” e que o permitiu construir a sua obra com materiais como pedaços de amarras de navio.

“Essa obra tem uma dimensão, para mim, extremamente interessante, porque foi a minha primeira residência oficial e para mim significa um estado de maturação e de evolução, devido a tanta partilha”, considerou, acrescentando que já a dimensão paisagística foi inspirada em Cabo Verde, sua “paisagem materna”.

E são esses momentos de partilha, como a feira de artesanato e design que, ajuntou, trazem e enchem as pessoas de “muito mais vontade” para dar estampa à “dimensão e força” originados no país.

Ainda segundo a Inforpress, durante esta noite foram inaugurados ainda os trabalhos saídos do concurso “Boka Panu”, patentes neste momento no Centro Cultural do Mindelo (CCM), e que instou artesãos, designers e arquitectos a propor “novas abordagens” da panaria tradicional cabo-verdiana.

Os resultados mostraram os motivos da panaria de terra convertidos em bancos, relógio, louça, instrumento musical e outras mais concepções que deixaram algumas caras admiradas.

No Salão Created in Cabo Verde estão ainda a “Renda Brava”, que trouxe peças concebidas por rendeiras da Brava, e elaboradas pelo artesão João Fortes e duas designers e ainda uma exposição da artista plástica Manuela Jardim.

A URDI prossegue até este domingo, 02 de Dezembro, com várias actividades, desde da mostra de artesanato, oficinas, debates, concertos e outras mais, refere a fonte que vimos citando.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project