ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: ‘Urgimed Health & Hospitality’ a inaugurar esta quinta-feira começa a funcionar em Dezembro – administrador 15 Novembro 2022

O primeiro hospital privado sediado no Mindelo, ‘Urgimed Health & Hospitality’, deverá entrar em funcionamento em Dezembro e traz a todo Cabo Verde “novas possibilidades” em bloco operatório e internamentos.

São Vicente: ‘Urgimed Health & Hospitality’ a inaugurar esta quinta-feira começa a funcionar em Dezembro – administrador

Uma certeza dada pelo administrador, Júlio Wahnon, em primeira mão à Inforpress, à margem da inauguração da infra-estrutura, marcada para esta quinta-feira, 17.

O responsável assegurou que a partir dos inícios do mês de Dezembro deve entrar em funcionamento este primeiro hospital privado do País, que, por agora, apresenta-se somente na primeira fase do projecto.

Asseverou ser um “grande passo” a nível da saúde, tanto para a zona do Barlavento, como do Sotavento, que podem beneficiar deste serviço, cuja “principal valência” é ter um bom bloco operatório, com “todos os serviços para cirurgias em diversas áreas”, entre as quais, prostática, ortopedia e ginecologia/obstetrícia, entre outras.

Este objectivo, conforme Júlio Wahnon, é agora alcançado dois anos e oito meses após o lançamento da primeira pedra, que ocorreu em Março de 2020, data também do início da pandemia da covid-19 em Cabo Verde, que “complicou e encareceu os custos da obra”.

Contudo, sublinhou, fez-se o possível para possibilitar à ilha de São Vicente, mas, também, todo o Cabo Verde e a própria comunidade emigrada, as “novas valências”, não só do bloco operatório, como também de quartos de internamento privativos, maternidade e uma urgência 24 horas, no total orçados em cerca de 2,5 milhões de euros e com capital “100% cabo-verdiano”.

“Vai ser uma alternativa também ao público, porque as pessoas que quiserem ter o seu bebezinho aqui connosco, nós temos esse serviço, e também uma complementaridade da urgência, que funcionará 24 horas”, considerou a mesma fonte, augurando que, futuramente, possa haver uma parceria “ainda mais forte” entre o público e o privado, para utentes do serviço usufruírem de contribuições da previdência social.

A ‘Urgimed Health & Hospitality’, segundo Júlio Wahnon, deve contar, nesta fase inicial, com um grupo fixo de cerca de 30 trabalhadores, entre médicos, enfermeiros e auxiliares da equipa médica, isto para além de vários especialistas do sector, que podem dispor dos serviços do bloco operatório e de internamento para atender os seus doentes, que “estarão sob sua responsabilidade”.

“Este hospital vem trazer novas possibilidades, com maior qualidade e de forma a humanizar os atendimentos”, afiançou.

A segunda fase, segundo o empresário, também terá quase o mesmo orçamento à volta de 2,5 milhões de euros e a sua evolução vai ser feita “de acordo com as necessidades do mercado”, aproveitando a “demanda dos novos hotéis no Mindelo e do turismo de cruzeiro e dos próprios utentes enviados pelas seguradoras”.

Por enquanto, a primeira fase será inaugurada nesta quinta-feira, 17, numa cerimónia presidida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, contando ainda com a participação de personalidades como o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, e o bispo da Diocese do Mindelo, Dom Ildo Fortes, que fará a bênção do edifício. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project