AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Candidaturas descontentes com o vandalismo no material de campanha 18 Outubro 2020

Cartazes e panfletos vandalizados ou adulterados. Esta é uma preocupação que os partidos têm notado, em São Vicente, ao longo da campanha eleitoral, que começou no dia 8, devendo prolongar-se até 23 de outubro.

São Vicente: Candidaturas descontentes com o vandalismo no material de campanha

Dora Pires, candidata a Assembleia Municipal de São Vicente pela UCID, assegura que tem acontecido várias irregularidades durante esta campanha, e que devem ser evitadas a todo o custo. “Infelizmente há pessoas que estão sendo pagas para retirar os nossos cartazes que estão afixados em várias localidades da ilha”, denúncia Dora Pires, salientando que, “os partidos que fazem isso não são dignos de dirigir uma Câmara, em especial a Câmara Municipal de São vicente”.

A candidata a Assembleia Municipal dos democratas cristãos chama a atenção às pessoas, porque “há um grupo do MpD que estão distribuindo documentos para as pessoas assinarem até mesmo na presença do candidato do MpD, Augusto Neves”. A mesma pede as pessoas para não cederem, pois não é correto e não poder haver o voto antecipado.

Segundo a fonte deste jornal, a UCID visitou este sábado as localidades de Monte Sossego, Madeiral e Calhau, e amanhã está prevista deslocações as zonas de São Pedro, Lazareto e Ribeira de Vinha.

O candidato independente do movimento “Más Soncent, Nelson Lopes, diz que tem recebido muitas denúncias de pessoas que vandalizam os seus materiais de campanha em várias zonas. “Rasgam os nossos cartazes, colam cartazes por cima dos nossos e acreditamos que as pessoas que fazem isso são pagas para causarem desordem”, assegura o candidato

Nelson aproveita para apelar aos adversários que façam uma campanha limpa, honesta, sempre baseada na verdade, porque o que está em causa é a ilha de São Vicente.

Hoje a caravana do movimento “Más Soncent” atuou em Alto Mira Mar, Alto São Nicolau, e Alto Solarino. Amanhã estará de volta às comunidades de Bela Vista, Vila Nova e Lombo de Tanque.

Franklin Spencer, diretor de campanha da candidatura de Albertino Graça do PAICV, afirma que o partido também tem passado por essa situação, e diz que “não há necessidade para esse tipo de comportamento”. Por isso, apela ao civismo e ao respeito pelo adversário.

Spencer acrescenta ainda que há espaço suficiente para a colagem de cartazes sem ter que recorrer ao vandalismo. No entanto, avança que a campanha da candidatura de Albertino Graça tem decorrido da melhor forma e que são bem acolhidos pelos sanvicentinos.

Hoje,17, a comitiva do PAICV reforçou o contacto porta-a-porta nas localidades de Ribeira Bote e Chã de Marinha.

Já Emanuel Miranda, diretor de campanha da candidatura de Augusto Neves do MpD, avançou que o partido também tem recebido alguma denúncia, mas sem nenhuma relevância. No entanto, apela ao civismo, respeito, serenidade e que o povo vota de forma consciente. Miranda acredita que a candidatura do MpD tem mais a oferecer a São Vicente.

Este sábado o partido visitou Chã de Alecrim e Platô. Neste domingo,18, os integrantes da equipa ventoinha tem atuações previstas na Ribeira de Calhau.

Conforme a CNE, em São Vicente, para as eleições do dia 25 de Outubro, estão inscritos 52.509 eleitores (mais 707 em relação ao escrutínio de 2016), distribuídos por 192 mesas de voto.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project