ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Secretário-geral da ZCLCA propõe intervenções para tornar porto da Praia mais competitivo a nível continental 23 Abril 2022

O secretário-geral da Zona de Comércio Livre Continental Africana (ZCLCA), Wamkele Mene, propôs, esta sexta-feira, intervenções para tornar o porto da Praia mais competitivo a nível continental e entrar no mercado desta região.

Secretário-geral da ZCLCA propõe intervenções para tornar porto da Praia mais competitivo a nível continental

Wamkele Mene, que falava à imprensa, esta tarde, após efectuar uma visita ao porto da Praia e à Direcção Geral das Alfandega, afirmou que essas infra-estruturas têm potencial para competir neste mercado, mas sublinhou que é necessário fazer intervenções para que possa ser mais competitivo e entrar no mercado de livre comércio continental africano.

“Eu penso que Cabo Verde está no caminho certo e o porto facilita, mas se estamos a falar de um mercado maior como da ZCLCA então temos que ver que tipo de intervenções têm que ser feitas para tornar o porto mais competitivo a nível continental”, apontou o responsável que considerou que o Governo tem uma boa estratégia económica para o desenvolvimento.

Wamkele Mene, que se encontra de visita a Cabo Verde, de 20 a 23 deste mês, avançou que teve a oportunidade de reunir-se com os ministros dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, e do Comércio, Indústria e Energia, Alexandre Monteiro, com o sector privado e inteirar-se do funcionamento da Inpharma e do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI).

Para aquele secretário-geral, Cabo Verde tem capacidades e potencialidades para fazer negócios e trocas comerciais no âmbito da Zona do Comércio Livre Continental Africana.

Estabelecida em 2018, a ZCLCA reúne 55 economias africanas, com uma população de 1,3 mil milhões de habitantes e um PIB combinado de 3,4 trilhões de dólares. Por área geográfica e número de países participantes, a ZCLCA constitui a maior zona de comércio livre desde a criação da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Através desta Zona, os países africanos estão a construir um mercado continental único de bens e serviços, facilitado pela circulação de capitais e pessoas, lançando assim as bases para o estabelecimento de uma União Aduaneira Continental.

Cabo Verde figura-se entre os Estados Membros da União Africana que assinou o Acordo ZCLCA em 21 de Março de 2018 em Kigali, Ruanda e depositou os instrumentos de ratificação na União Africana em 05 de Fevereiro de 2022, tornando o 41º país Estado a fazer parte do acordo ZCLCA. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project