ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Semana da República arranca a 13 de Janeiro com debate sobre a “construção da paz e da democracia” 09 Janeiro 2019

A VIII edição da Semana da República vai acontecer, de 13 a 20 deste mês, com debates à volta da temática “revisitar a história” e a “democracia”, revelou hoje (08/01) o chefe da Casa Civil da Presidência da República.

Semana da República arranca a 13 de Janeiro com debate sobre a “construção da paz e da democracia”

Manuel Faustino, que falava esta manhã, na cidade da Praia, durante uma conferência de imprensa sobre as actividades da VIII edição da Semana da República, explicou que à semelhança dos anos anteriores, a ideia é assinalar o 13 e 20 de Janeiro com datas importantes da história de Cabo Verde nomeadamente a independência nacional homenageando os heróis nacionais, mas também marcar o advento da democracia.

“No bloco revisitar a história, será feita uma análise da etnografia histórica da liberdade desde o povoamento até a construção da nação, um olhar crítico sobre o movimento de libertação nacional, contribuições e impasses, desafios que o Estado de Cabo Verde teve de enfrentar na sua estruturação, assegurar a sobrevivência e afirmar-se no contexto das nações”, avançou.

Por outro lado, no debate à volta da democracia, será feita uma análise dos riscos, os desafios que se colocam hoje a nível mundial, a questão do populismo e os desafios específicos em Cabo Verde.

Manuel Faustino afirmou que “revisitar a história” e “democracia” constituem os dois temas centrais da Semana da República, prevista de 13 a 20 de Janeiro, segundo avançou, onde os jovens vão poder participar numa perspectiva mais voltada pelo aprofundamento da cultura da paz e da democracia.

Na edição deste ano, o Presidente da República vai estar na Brava, a 17 de Janeiro, para proferir uma conferência sobre “democracia e desenvolvimento”, onde aproveitará a oportunidade para distinguir cidadãos bravenses que têm dado contribuições “importantes” para o desenvolvimento da ilha e do país.

A mesma fonte avançou que a novidade deste ano é o encontro nacional de jovens, aprazado para o dia 13, evento que irá contar com a participação de jovens de todos os concelhos do país, da juventude partidária, das instituições religiosas e da comunidade imigrada para um debate à volta da temática “Construção da paz e da democracia”.

Para o dia 17, está prevista uma manhã infantil, dedicada às crianças das escolas de Calabaceira, São Pedro Latada, Eugénio Lima, Lem Cachorro, São Martinho Pequeno, Achada Mato, São Francisco com actividades culturais, recreativas e de lazer à volta desses dois marcos importantes da vida política e social do país.

De acordo com Manuel Faustino, para o dia 15 está prevista a realização da conferência “Revisitar a história”, onde os oradores irão debruçar-se sobre os temas “Cabo Verde: Do povoamento à construção da nação: Uma etnografia histórica da liberdade”, “Cabo Verde: A luta de libertação nacional: contribuições e impasses” e “Cabo Verde: Edificação do estado entre a sobrevivência e a afirmação no concerto das nações”.

No dia 18, está previsto o debate intitulado “Edificar a democracia”, com temas sobre “A participação da comunicação social nas democracias no mundo”, “O ressurgimento do populismo conceito natureza e os riscos desse fenómeno” e “Os desafios da democracia cabo-verdiana. A Semana/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project