Cultura

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Simone Spencer apresenta “Mundi di Sonhus” 28 Abril 2021

A artista cabo-verdiana Simone Spencer, inaugura sua exposição de pinturas intitulada “Mundu di Sonhus” no centro cultural do Mindelo no dia 28 de abril pelas 18 horas.

Simone Spencer apresenta “Mundi di Sonhus”

Nesta sua primeira exposição à solo, Simone traça uma linha tênue entre fantasia e realidade. Por meio de vários «mediums», ela explora detalhes intrínsecos do seu interior: mundos ambíguos, personagens místicos, histórias de olhares e sensações.

A artista retrata de forma abstrata problemas sociais e reais com a lente crítica da artista interdisciplinar cabo-verdiana que é, e que sonha de olhos fechados e abertos. Com as suas obras, Spencer começa narrativas, deixadas abertas para a interpretação de quem também sonha.

Percurso e obras das do artista

Segundo ele citado em vários escritos, Simone Spencer é uma artista multi-facetada. Trabalha numa variedade de mediums como o acrílico, guache, aquarela, tela, cartão, spray, etc e arte digital. Não tem medo de inovar no seu trabalho e aprecia pintar retratos com elementos surpresa e criar mundos fantásticos. As suas obras, prossegem fontes deste jornal, caracterizam-se pelo movimento livre, pela energia bruta entre os materiais, as pinceladas e as cores transmitindo a necessidade de mostrar o seu mundo interior. Desde 2020 tem-se aventurado pela arte urbana.

Natural da Praia, ilha de Santiago, desde cedo mostrou interesse pelas artes. Foi primeiro instruída na área de desenho pelo pai (carpinteiro de profissão) e continuou os seus estudos nas artes no Palácio da Cultura Ildo Lobo com os artistas plásticos José Maria Barreto e Heleno Barbosa.

Durante o seu tempo na China, onde completou o curso superior, teve a oportunidade de fortalecer o seu currículo artístico com aulas básicas de Design Artístico e Artes Visuais.

Conforme ainda os seus dados biográficos, um dos pontos altos do percurso da artista foi participar no Curso Intensivo de Artes na CulturArte: Centro Internacional de Jovens artistas, na Área de Artes Visuais, uma formação que juntou jovens artistas de Cabo Verde e dos EUA para um intercâmbio artístico e cultural. Lá aprendeu que o artista tem a responsabilidade de ser a voz do povo e tem de ter a coragem de falar sobre assuntos sociais importantes, o que tem tentado aplicar na sua arte.

Ao longo dos anos tem participado de workshops e formações com vários artistas nomeadamente Ernest Houngbo, Mark Patnode, Hao Li (郝丽), Fefe Talavera, Neequaye Dreph Dsane, Yuran Henrique, Eduardo Bentub, Dinha Graffiti entre outros, referem as fontes que vimos citando. MC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project