SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sindep promete “endurecer posicionamento” para Governo cumprir promessas feitas aos professores 28 Dezembro 2021

O vice-presidente do Sindicato Nacional dos Professores (Sindep), Nelson Cardoso, assegurou hoje que vão “endurecer o posicionamento” para que o Governo cumpra as promessas feitas aos professores, que até agora são “só conversas”.

Sindep promete “endurecer posicionamento” para Governo cumprir promessas feitas aos professores

Nelson Cardoso falava à imprensa hoje à margem de uma reunião ordinária da direcção nacional do sindicato que decorre em São Vicente e que tem entre os objectivos a análise da situação sindical e das negociações com o Ministério de Educação, revela a Inforpress.

O sindicalista apontou as promessas feita pelo ministro da Educação de que até Dezembro de 2021 iria ser publicada a lista de requalificação de 2016, e até agora nada, e ainda a questão das aposentações.

“Temos todos os pendentes que arrastam desde 2016 até esta parte, subsídios pela não redução da carga horária, requalificações, pagamento das horas extras a alguns professores de 2015/2016 que não foram pagas até esta parte”, sustentou a mesma fonte.

Devido a todos estes “incumprimentos”, o Sindep, afiançou, vai “endurecer o posicionamento” e propor que as próximas negociações sejam por escrito e com `timing´ de resolução, acrescenta a Inforpress.

Isto porque, segundo a mesma fonte, o ambiente laboral “não é nada bom” tendo em conta a “negação dos direitos aos trabalhadores”.

“E quando falámos de negação, estamos a falar de altos prejuízos. Imagine uma pessoa que desde 2016 aguarda uma requalificação que implica muitas vezes 15 a 20 mil escudos acima do seu vencimento, é multiplicar por meses e por ano para ver quanto é que este professor está a perder”, advogou o sindicalista, adiantando ainda que o ministério não tem feito retroactivos “prejudicando grandemente o professor”.

Daí que o clima actualmente é de “medo e pressão” e com o professor “muito mais cansado” com o volume de trabalho.

A nível sindical, Nelson Cardoso assegurou estar um “ambiente calmo” e com o pessoal ciente das responsabilidades para com a classe, mas “muito difícil” com os “professores amedrontados”.

Tudo isso, afiançou, tem levado muitas vezes a uma luta somente da direcção sindical e com os professores a reclamar, mas sempre acatando, e por isso, será preciso tomar outras medidas, mas, juntamente com a classe.

Na reunião, que conta com a participação de delegados do Sindep de todas as ilhas, foram ainda discutidas as contas de 2020 e o plano de actividades e orçamento para 2022, conclui a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project