ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sindprof pede “humanismo” ao Governo para que novos docentes recebam salários após o primeiro mês de trabalho 28 Agosto 2021

O Sindicato Democrático dos Professores (Sindprof) apelou ao humanismo do Ministério da Educação e esforços do Ministério das Finanças para que os novos professores comecem a usufruir dos seus vencimentos logo após o primeiro mês de trabalho. O sindicato chama atenção pela situação de fome que passam alguns professores.

Sindprof pede “humanismo” ao Governo para que novos docentes recebam salários após o primeiro mês de trabalho

Conforme um comunicado do sindicato, há relatos de professores que, “muitas vezes passam até fome nas outras ilhas, porque têm de esperar por três meses para receber o primeiro salário e muitos têm sobrevivido por caridade alheia”.

Por causa disso, o sindicato pede que, neste ano letivo que arranca a 01 de setembro, os novos professores “tenham os seus vencimentos logo após o primeiro mês de trabalho e não três meses depois, como sempre aconteceu”.

“Iniciado o processo de contratação de professores, com a assinatura do contrato, significa que, a partir do momento, estes já são servidores públicos. E como tais, há um conjunto de direitos e deveres a serem cumpridas quer pela entidade empregadora (Estado) quer pelo funcionário público (professor)”, escreveu o sindicato, lembrando que o professor é um servidor público e deve, à semelhança dos outros funcionários públicos, receber logo após o primeiro mês de trabalho.

“Para além da vocação de serem professores, são também profissionais jovens que têm necessidade de emprego, por isso aceitam o desafio de irem trabalhar nas ilhas onde nem sequer têm familiares que lhes possam ajudar financeiramente e não só, nos primeiros meses de trabalho”, defendeu ainda o Sindprof, lembrando que” o professor não consegue aguentar sem dinheiro numa ilha desconhecida, onde não tem familiares”.

A assinatura do contrato com todos os candidatos aprovados nos concursos da seleção e recrutamento de pessoal docente para o ano letivo 2021/2022 iniciou a 16 de agosto, com base nas vagas existentes nos concelhos.

O ano letivo 2021/2022 inicia a 01 de setembro com a formação dos professores, estando o início das aulas marcado para o 13 do mesmo mês.

Segundo o Governo, vai ser adotado o processo de regresso à normalidade com o regime de aulas presenciais e a tempo integral e carga horária completa, com os pressupostos de vacinação dos professores e demais funcionários afetos às escolas.
Haverá também novos programas para o 9º ano, novos manuais de Língua Portuguesa e de Matemática para o 8º ano, alargamento da revisão curricular para o ensino secundário.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project