DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Sinto-me traído", disse Cristiano Ronaldo e Man.United reage ’desapontado’ 15 Novembro 2022

Em entrevista este domingo à personalidade televisiva Piers Morgan, o astro futebolístico afirmou: "Sinto-me traído". É a revelação do mal-estar que Cristiano Ronaldo vive no Manchester United e com o treinador. Só ’escapam’ às críticas do CR7 os adeptos ingleses: "São o mais importante do futebol e joga-se para eles. Estão sempre do meu lado, são tudo para mim. Por isso, dei esta entrevista, é o momento adequado para dizer o que penso".

Ainda não foi para o ar integralmente, mas a entrevista deste domingo ao britânico GOAL já está classificada como a mais explosiva dos mais de 20 anos de carreira do astro português de 37 anos.

"Senti que algumas pessoas não me querem aqui. Não só este ano, mas também no ano passado".

Esta tem sido uma época problemática para o ’astro’ madeirense: soma 16 jogos e três golos pelo clube inglês, depois de em 2021/22, no seu regresso a Manchester, ter conseguido 24 golos, em 38 encontros.

Mais recentemente, a sua atuação nos relvados tem sido intermitente, entre a titularidade, o banco de suplentes e a ausência dos convocados, como quando foi afastado dos treinos da primeira equipa por abandonar um jogo ainda a decorrer em que recusou ser suplente utilizado.

No verão, a sua possível saída do clube foi o principal tema de discussão do mercado de transferências e, quando não se concretizou, Cristiano Ronaldo prometeu que daria uma entrevista para esclarecer o assunto.

Treinador(es)

Na longa entrevista, não escondeu a relação tensa com o treinador Ten Haag, por considerar que este não o respeita.

"Não tenho respeito, porque ele não me respeita. Se não me respeitas, nunca te respeitarei", afirmou.

Sobre Ralf Rangnick, um de três treinadores que encontrou nesta segunda passagem por Manchester, diz: "Se nem sequer és treinador, como podes ser o líder do Manchester United? Nunca tinha ouvido falar dele".

Estão parados no tempo

Nessa entrevista arrasadora concedida a Piers Morgan, Cristiano Ronaldo não poupou críticas também à direção pela falta de melhorias nas instalações e de avanços tecnológicos.

Recorde-se que que CR7 jogou primeiro no M.United entre 2003 e 2009.

"Não vejo evolução no clube desde que saiu Alex Ferguson, a progressão é zero. (...) O ginásio, a piscina... estão parados no tempo, o que me surpreendeu bastante", lamentou.

Falta de empatia após morte do filho

Cristiano Ronaldo queixa-se ainda de "falta de empatia" para com ele, quando ele e a companheira perderam um dos filhos no parto de gémeos há dois meses.

Capitão luso do Mundial2022

Dia 20 arranca no Qatar e Cristiano lidera a seleção portuguesa. De acordo com a Sky Sports, o jogador português ao ser informado na quinta-feira que não seria titular no jogo de domingo de imediato comunicou ao clube que estava doente.

A equipa do Man.United venceu o Fulham por 2-1, no domingo.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project