REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Supremo dos EUA pondera pena capital para bombista de Boston —Capa que chocou 23 Mar�o 2021

É mais um desafio para a nova presidência americana, que prometeu abolir a pena capital, a decisão contrária que o Supremo Tribunal dos Estados Unidos comunicou hoje ao Departamento de Estado. Esta segunda-feira, a última instância — que em outubro recebeu um pedido do Departamento de Estado no sentido de ser "um erro não aplicar a pena capital num dos piores casos de terrorismo na nossa história nacional" — anunciou que está a ponderar no sentido de indeferir a sentença dum tribunal de primeira instância que converteu a pena capital em pena perpétua. O Supremo confirmará assim a sentença que em 2015 condenou à morte por injeção letal o mais novo dos irmãos Tsarnaev, bombistas de Boston.

Supremo dos EUA pondera pena capital para bombista de Boston —Capa que chocou

Dzhokhar Tsarnaev está preso desde 2013 e foi em 2015 condenado à morte enquanto o perpetrador sobrevivente dum ataque terrorista que fez pelo menos quatro mortes e deixou mais de 260 feridos.

Os dois irmãos checheno-descendentes, respetivamente nascidos no Quirguistão em 1986 e na Rússia em 1993, tinham chegado aos Estados Unidos com dezoito anos em 2004 e aos oito anos, em 2001. Os pais tinham recebido o estatuto de asilados políticos por alegada perseguição aos chechenos na Rússia. Fixaram-se na cidade de Cambridge, sede da Harvard e MIT, em Massachusetts, contíguo ao Estado de Rhode Island.

Aos 19 anos, Dzhokhar e o irmão Tamerlan, de 26 anos, deixaram bombas em vários pontos da cidade de Boston, durante cinco dias que criaram o pânico na capital de Rhode Island em abril de 2013 e feriram mais de duzentas e sessenta pessoas. Duas das bombas, de fabrico caseiro, colocadas na meta da Maratona de Boston, no dia 15, mataram três pessoas.

O irmão mais velho morreu numa troca de tiros com a polícia, em que matou um agente.

O irmão adolescente — domiciliado no dormitório da sua residência na Universidade de Dartmouth-Massachusetts — foi detido num barco onde se escondera. O estudante prodígio a frequentar o terceiro semestre do curso de Ciências tinha acabado de reprovar em sete exames finais e devia vinte mil dólares de propinas.

Pais que perderam filho de 8 anos

Os pais da vítima de oito anos, ouvidos no julgamento, pronunciaram-se em 2015 contra a pena capital.

Fontes: NY Times. Foto: Legendada "O Bombista: Como um Estudante Popular e Prometedor Foi Traído pela Sua Família, Aderiu ao Islão Radical e Tornou-se um Monstro", a capa da ’Rolling Stone’ gerou indignação por "estar a promover a mensagem terrorista".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project