INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tailândia: Alvo de mandado Interpol herdeiro de ’Red Bull’ 09 Outubro 2020

As autoridades da Tailândia "vão colaborar com as embaixadas, adidos policiais e forças policiais em todo o mundo, a fim de localizar o fugitivo para pedir a sua extradição", disse na 4ªfª, 7, Jaruwat Wisaia, comissário da PN em Bangkok. Durante oito anos o "Boss" Vorayuth Yoovidhya, herdeiro do império de refrigerantes energéticos "Red Bull", manteve-se impune da morte por atropelamento de um agente policial, quando "voava" no seu Ferrari.

Tailândia: Alvo de mandado Interpol herdeiro de  ’Red Bull’

Vorayuth Yoovidhya, de 35 anos, após anos a fugir à justiça acabou há três meses, em junho, por ser beneficiado com um arquivamento do caso.

Só a indignação que esse caso suscitou na sociedade tailandesa levou o governo a intervir. O primeiro-ministro, Prayut Chan Ocha, ordenou uma investigação que concluiu pela demissão do procurador responsável e o anulamento da decisão do tribunal de Bangkok.

O processo foi reaberto. O pedido de captura internacional — que tinha ficado travado durante anos — foi reativado.

2ª economia da região

A economia tailandesa posiciona-se em segundo lugar na região da Ásia do Sudeste. A Red Bull — com 7,5 mil milhões de latas vendidas em 2019 — dispõe da maior quota de mercado das bebidas energéticas, a nível mundial.

Red Bull é a tradução para o mercado internacional da marca tailandesa Krating (touro) Daeng(vermelho), ambas criadas por Chaleo Yoovidhya (1923-2012), que deixou uma fortuna avaliada em cinco biliões de dólares aos seus herdeiros, incluindo o neto Vorayuth Yoovidhya.

Fontes: Le Figaro/Bangkok Post.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project