REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tailândia: Polícia faz feridos entre manifestantes pró-democracia que querem discutir Constituição: "O rei não é Deus!" 15 Novembro 2021

Este domingo, os manifestantes pró-democracia — que protestam contra as tentativas de impedir o debate sobre o estatuto do rei na revisão constitucional em curso — marcharam não em direção ao palácio real, mas para a embaixada alemã em Banguecoque/Bangkok em referência ao rei Rama X que não pára no reino: "Mora mais em Berlim, por isso a nossa mensagem para ele tem de ser entregue aqui".

Tailândia: Polícia faz feridos entre manifestantes pró-democracia que querem discutir Constituição:

Um dos artigos contestados na nova Constituição é o que visa criminalizar "qualquer proposta de reforma", que passa a ser considerada como tentativa de abolir a monarquia tailandesa. É o artigo 112 (no slogan da foto, à d.ta) que os ativistas querem ver cair.

Sob o pano de fundo da repressão, os manifestantes hoje contaram-se apenas por centenas, longe das dezenas de milhares há um ano, mas a sua vontade continua a ser pela "renovação da monarquia", por "mais democracia".

Este domingo tal como em outubro de 2020, o governo mandou a polícia reprimir os manifestantes: o ano passado foi com canhões e este ano com balas de borracha que deixaram três pessoas feridas.

O rei Maha Vajiralongkorn, mais conhecido por Rama X (foto à d.ta), está de novo na Alemanha enquanto o povo tai pede a renovação do regime.

Tal como há ano, o ministro da polícia anunciou na televisão que "a lei será aplicada com todo o rigor contra os manifestantes".

Rama X não pára no reino

No reino siamês (com mais de oitocentos anos), o atual soberano é contestado sobretudo pelas suas constantes escapadas para a Alemanha. Há também quem — como o mais conhecido dissidente tailândes, Pavin Chachavalpongpun, que é professor na universidade pública de Quioto — o esteja a acusar de "abandonar o seu povo durante a pandemia".

"O rei é acusado de ser irresponsável porque deixou o país e abandonou os tailandeses, neste momento em que eles mais precisam de liderança por causa da pandemia de Covid-19", afirmou Chachavalpongpun.

Fontes: DW.de/BBC/Le Figaro. Relacionado: Tailândia: PM nega demitir-se e manda polícia com canhões para reprimir protestos pró-democracia — "Rei é fonte de problemas", 18.out.020.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project