MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

21 morrem em estádio durante missa pentecostal que prometia cura via unção em petróleo 04 Fevereiro 2020

O serviço da Igreja Pentecostal de Moshi, na Tanzânia, conduzido no sábado, 1, pelo pastor Boniface Mwamposa terminou em tragédia — com vinte e uma pessoas mortas e outras feridas — quando o autointitulado "Apóstolo" dirigiu centenas de pessoas para o pavimento onde iriam banhar-se em petróleo para se libertarem da sua doença incurável.

21 morrem em estádio durante missa pentecostal que prometia cura via unção em petróleo

Centenas de pessoas a correrem para se banharem no "miraculoso óleo" atropelaram-se umas às outras. Além das vinte e uma mortes, há um número semelhante de pessoas que foram hospitalizadas com ferimentos.

O presidente da República, John Magufuli, pronunciou-se no domingo. Ao dirigir as condolências aos familiares das vítimas, lembrou que a segurança de eventos com grande afluência de público deve ser uma prioridade.

Mas o apelo presidencial, a partir de Dar Es Salam (que ainda mantém a sede presidencial, mesmo após a mudança em 1974 da capital para Dodoma) a quinhentos quilómetros do local da tragédia, deixou no silêncio o que é a principal causa por trás de tragédias semelhantes.

O desespero dos que sofrem e seus familiares que entrega tudo à fé religiosa é aproveitado por supostos "Apóstolos" que prometem a cura, a felicidade …

O epílogo é sempre o pior: o doente, os seus familiares crédulos deparam-se ou com a continuação do seu sofrimento — agora somado a uma maior pobreza — ou com a própria morte.

Fontes: BBC/AFP/The Citizen.tz. Foto: Luto de familiares de vítimas do pisoteio na Tanzânia no sábado, 1.LS

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project