CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tarrafal: Projecto hidroagrícola inaugurado hoje beneficia 70 agricultores de Achada Grande sendo 41 mulheres 17 Mar�o 2022

Setenta agricultores, incluindo 41 mulheres, da zona agrícola de Achada Grande, no Tarrafal de Santiago, passam a ter água para rega com a entrada em funcionamento do projecto hidroagrícola de valorização e utilização eficiente dos recursos naturais hoje inaugurados.

Tarrafal: Projecto hidroagrícola inaugurado hoje beneficia 70 agricultores de Achada Grande sendo 41 mulheres

O acto da inauguração do referido projecto foi co-presidido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, pelo ministro do Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e pelo presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, José dos Reis, na presença de outros membros do Governo.

O projecto, financiado pelo Governo e pelo Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) em 30 mil contos, visa criar as condições para a melhoria da situação económica e social dos residentes destas localidades, recorrendo à inovação tecnológica, e ainda criar condições para a fixação da população local, com melhoria de oportunidades de emprego e segurança alimentar.

Actualmente, a produção de água para rega é de 500 metros cúbicos por dia (m3/dia), cobrindo 80 hectares de terreno com sistema de rega gota-a-gota.

Na sua intervenção, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, afirmou que a mobilização de água para a agricultura se traduz na produção, no rendimento e na melhoria de condições para a prática da agricultura.

Destacou ainda a conjunção da mobilização de água e energias renováveis (painéis solares) na redução de custos, razão que o leva a apelar ao pagamento de facturas de água para que o projecto possa ter sustentabilidade.

Ulisses Correia e Silva, que disse acreditar que projecto do tipo vai ajudar no combate à pobreza, comprometeu-se em criar condições lá onde houver capacidade para se produzir.

“Temos terra, mulheres e homens com força de trabalho, e temos que disponibilizá-los água e é isso que estamos a fazer”, declarou o líder do Executivo, que cumpre hoje o terceiro dia de visita à região Santiago Norte.

Por outro lado, congratulou-se com o facto de o referido projecto beneficiar 41 mulheres e 29 homens. No entanto, admitiu que não obstante a sua “força de vontade” as mulheres não têm tido oportunidades e que a maioria está na pobreza.

Ao usar da palavra, em representação dos agricultores, Domingas Borges não tem dúvidas de que a vida dela e dos seus colegas vai mudar a partir de hoje.

É que, segundo ela, com o aumento da capacidade de água vão ter maior produção e com qualidade, e ainda rendimento.

Ou seja, ajuntou, a partir de hoje vão continuar a ajudar na redução de emprego, e ainda contribuir para uma melhor alimentação, melhoria de qualidade de vida e para o desenvolvimento desse município do interior de Santiago.

Durante a sua estada no Tarrafal, o primeiro-ministro reuniu-se com a equipa camarária e presidiu à apresentação do Plano Operacional do Turismo (POT), orçado em mais de 20 bilhões de escudos, 41 por cento (%) dos quais já tem financiamento garantido.

No âmbito do POT a ser implementado nos próximos cinco anos, estão previstas intervenções à volta de mais de 474 mil contos para o município do Tarrafal, dos quais 67% já tem financiamento garantido, e este valor global representa cerca de 19% do POT para a ilha de Santiago.

Ainda no período da tarde de hoje, a equipa governamental desloca-se ao município de Santa Catarina, onde se realiza, em Assomada, o Conselho de Ministros descentralizado. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project