ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tecnológica Izertis instala-se em Cabo Verde para trabalhar mercado africano 09 Dezembro 2019

A multinacional espanhola Izertis, que atua no ramo de transformação digital, está a instalar uma operação em Cabo Verde, que será o sétimo país onde está presente, para apoiar o mercado africano com serviços tecnológicos.

Tecnológica Izertis instala-se em Cabo Verde para trabalhar mercado africano

A informação foi prestada, segundo a Lusa, pelo presidente da Izertis, Pablo Martín Rodriguez, à margem da assinatura, na Praia, de um acordo de cooperação com o grupo de telecomunicações de origem angolana Unitel.

De acordo com o administrador da Izertis, o objetivo passa por, em conjunto com as universidades e instituições cabo-verdianas, montar um centro de produção de serviços em Cabo Verde, numa altura em que a multinacional já vende produtos para 49 países, dos quais 11 em África, mas até agora a partir das bases com que opera em seis países (Portugal e Espanha, além do continente americano).

“Temos a intenção de entrar no mercado na África ocidental, utilizando como base de entrada Cabo Verde, país em que já estamos a fazer atividades comerciais há vários anos. Neste momento decidimos avançar, dar um passo e estabelecer uma maior implantação no país, com escritório, recursos e com a intenção de acabar por montar um serviço de produção de serviços”, explicou.

Segundo ainda a Lusa, com 700 especialistas e uma faturação anual de 38 milhões de euros, o grupo Izertis especializou-se na transformação digital e no fornecimento de serviços tecnológicos, como diversos tipos de ‘software’ agregadores de valor, contando com “grandes clientes em todos os setores”.

Mercado africano e parceria com Unitel T+

“E a partir de Cabo Verde poderemos desenvolver serviços não só para o mercado africano como para outros mercados”, insistiu Pablo Martín Rodriguez.

Até agora, garantiu ainda o administrador, a experiência em África “tem sido muito positiva”, daí o passo que o grupo está a dar em Cabo Verde, com a criação de um centro de produção tecnológica.

“Só precisamos das pessoas com as habilitações técnicas adequadas e capacidade de comunicar no idioma adequado”, disse ainda, destacando o acordo de parceria alcançado hoje com a Unitel T+ (operadora cabo-verdiana do grupo angolano Unitel).

A fazer fé na mesma fonte, Pablo Martín Rodriguez destacou que “com o apoio de um parceiro tão importante como é o grupo Unitel”, a multinacional espanhola pode “levar alguns destes desenvolvimentos tecnológicos e capacidades aos clientes mais importantes nos mercados” em que as empresas daquele grupo estão presentes.

A colaboração hoje (06/12) firmada com o grupo Unitel (Unitel T+ e Unitel São Tomé e Príncipe) prevê o desenvolvimento de uma proposta conjunta para o setor do turismo em Cabo Verde e em São Tomé e Príncipe.

Segundo a Unitel T+, a parceria abrange o fornecimento, operação e manutenção dos sistemas de Tecnologias de Informação e Comunicação a instalar no interior dos ‘resorts’ turísticos dos dois países.

“A iniciativa visa, ainda, desenvolver ações conjuntas com o Governo de Cabo Verde, com o objetivo de projetar e implementar soluções tecnológicas e serviços de consultoria no campo da transformação e inovação digital”, esclareceu a empresa do grupo Unitel.

Segundo o diretor-geral da Unitel T+, Inoweze Ferreira, este entendimento é apenas o primeiro passo na estratégia de criação de valor em Cabo Verde, estando previsto “agregar parceiros internacionais” a estes projetos locais, além de juntar também as ‘startups’ cabo-verdianas neste processo.

“É este ecossistema mais digital, mais inovador, em que nós queremos o contributo de todos”, sublinhou Inoweze Ferreira, citada pela Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project