NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tela de Van Gogh roubada de museu fechado devido à Covid 26 Janeiro 2022

Há dois anos que o museu na ’Holanda’ perdeu o ’Lentetuin’, tela avaliada em até 660 milhões CVE roubada durante o fecho devido à pandemia. Hoje o reino neerlandês conta 300 vezes mais casos de Covid: quatro milhões de infetados, 64.630 deles nas últimas 24 horas, e 21.219 óbitos (20 vezes mais). E as expectativas de recuperar o quadro são cada vez menores.

Tela de Van Gogh roubada de museu fechado devido à Covid

Foi no dia do 167º aniversário natalício de Vincent Van Gogh, 30 de março de 2020, que a obra — de cores escuras, da foto ao centro— ’Lentetuin/Jardim do Presbitério de Nuenen na Primavera’, de 1884, foi levada por assaltantes que forçaram a entrada no Museu Singer Laren, perto de Amsterdão, fechado devido ao estado de emergência vigente no país.

Os assaltantes quebraram a porta envidraçada, forçando assim a entrada na noite de domingo para segunda-feira, e saíram com a tela, segundo o comunicado da polícia.

Em conferência de imprensa em frente ao Singer Laren fechado, o seu diretor-geral, Evert van Os, confirmou a versão da polícia e explicou que a tela lhes fora emprestada pelo Museu de Groningue, no âmbito duma exposição temática.

Entretanto, com explicou o DG, deu-se a situação pandémica e o Singer Laren, situado a uns trinta quilómetros da capital económica dos Países-Baixos, foi forçado a fechar.

"Estou em choque e sinto-me indignado ao máximo. A arte existe para ser vista, ser apreciada, para inspirar e trazer conforto, em particular nos tempos difíceis que estamos a viver", reagiu por videoconferência outro dos diretores, Jan Rudolph de Lorm.

Roubo de Van Goghs de milhões desvaloriza-os

As pinturas de Vincent Van Gogh têm sido um alvo preferido de ladrões — trinta e quatro alvo de roubo desde 1975, aapesar de o valor de mercado das obras roubadas ser mínimo.

A regra geral é jamais serm recuperadas. A única exceção a essa regra deu-se no Museu Van Gogh de Amesterdão, com "o raríssimo caso" de 20 quadros roubados em 1991 e recuperados "em poucas horas num carro abandonado", segundo a curadora.

Estudos sugerem que são roubos encomendados, pois que os ladrões de arte sabem da dificuldade em vender as obras, dada a sua fama. Quem encomenda o roubo sabe disso e não será pois o lucro que o move. Dado o princípio de que a "obra existe para ser vista", é de supor que seja o amor à arte levado ao extremo do egoísmo. Um Van Gogh escondido que só o dono do roubo vê.

Fontes: Telegraaf.nl/OMS e Worldometers. Relacionado: Tela de Van Gogh roubada de museu fechado devido ao coronavírus, 03.abril.2020. Foto (Getty): A tela finalizada em 1884 corresponde à fase juvenil do pintor holandês nascido em 1853. Obra ainda académica, precede a fase expressionista que lhe veio a dar fama como um dos pintores mais apreciados de sempre.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project