DIÁSPORA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tenente-coronel Gary Correia foi o primeiro cabo-verdiano de origem a pilotar Caça da Força Aérea dos EUA 25 Outubro 2022

O tenente-coronel Gary Correia, reformado do Corpo de Fuzileiros enquanto piloto de Caça da Força Aérea dos EUA, integra a comitiva da Associação dos Militares Cabo-verdianos-americanos que se encontra de visita ao país “com grande orgulho”.

Tenente-coronel Gary Correia foi o primeiro cabo-verdiano de origem a pilotar Caça da Força Aérea dos EUA

Considerado o primeiro cabo-verdiano a atingir este patamar no exército dos EUA, Gary Correia considerou ser “motivo de um grande orgulho representar todos os cabo-verdianos, que, de uma forma geral, serviram os Estados Unidos da América, desde os primórdios da revolução”.

Outrora tropa especial de elite, Gary Correia fez questão de especificar que desde a Guerra Civil, passando pelas I e II Guerra Mundial até as guerras actuais regista-se a presença de cabo-verdianos a servir as Forças Armadas Americanas, dando conta inclusive de um cabo-verdiano que recebeu a Medalha de Honra, considerada a maior a ser atribuída a um soldado pelo seu valor ao combate.

Revelou que, doravante, a comunidade cabo-verdiana orgulha-se de contar com os serviços do oficial Brito “General de quatro estrelas”, referenciado como o primeiro cabo-verdiano a ostentar esta patente no exército dos EUA.

Cabo Verde é um país pequenino, em comparação com outros países o nosso nível de emigração nos EUA é relativamente baixo, mas é maior o número de pessoas de origem cabo-verdiana a servir as Forças Armadas nos Estados Unidos da América, o que é também motivo de orgulho”.

Nesta perspectiva enalteceu toda a sua alegria por representar a comunidade nesta missão de forma a interiorizar toda a população cabo-verdiana sobre o Memorial, considerado “um reconhecimento extraordinário” em louvor a toda a emigração cabo-verdiana em benefício dos EUA.

A edificação do Monumento, edificado em Rhode Island na região de Nova Inglaterra, de acordo com os integrantes da missão que se encontra de visitas ao país, “tornou-se possível graças à contribuição do Governo de Cabo Verde, na pessoa do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Considerado o “único em todo o Mundo” em sinal de homenagem, em prol da dedicação, serviços e sacrifícios, prestados pelos veteranos de origem cabo-verdiana no exército dos EUA, “é também dedicado a Cabo Verde”. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project