DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tokyo’21 tem 79 casos de Covid: Atletas fora da competição "de coração partido" 22 Julho 2021

Em vésperas da abertura da Olimpíada, o balanço atualizado nesta quarta-feira deu setenta e nove pessoas com teste positivo do coronavírus. O total de pessoas controladas, entre atletas, treinadores, jornalistas, outras, é de mais de 20 mil.Entre os 79 casos, oito são atletas, cinco dos quais estão na Vila Olímpica.

Tokyo’21 tem  79 casos de Covid:  Atletas fora da competição

Em Tóquio a chilena Fernanda Aguirre e a holandesa Candy Jacobs testaram positivo para a Covid-19. São as duas primeiras atletas a deixarem os Jogos Olímpicos devido à infeção pelo novo coronavírus.

Segundo o Comité Olímpico do Chile em comunicado esta quarta-feira, 21, Fernanda Aguirre — que iria disputar o torneio de taekwondo — "está assintomática e de boa saúde, mas infelizmente não poderá competir neste evento porque as autoridades sanitárias japonesas impõem uma quarentena de pelo menos 10 dias nestes casos".

"Estou arrasada", disse Fernanda Aguirre, que tinha viajado do Uzbequistão, onde treinou para Tóquio. O teste à chegada ditou a sua transferência do aeroporto de Tóquio para uma residência médica, onde ficará em quarentena com o seu treinador, José Zapata, que no entanto tem o teste negativo.

A representante dos Países-Baixos, Candy Jacobs — que iria disputar o torneio de skate —, diz que ficou de "coração partido" com a notícia do teste positivo.

"A minha aventura olímpica acabou aqui. Sinto-me bem e fiz todo o possível para evitar isto. Tomei todos os cuidados (...) vou precisar de algum tempo para recuperar disto. Agora, rumo a Paris 2024", tuìtou a skater.

Enquanto há vida, há lida, pode resumir-se assim a frase de resiliente de Candy Jacobs.

XXXIIª Olimpíada: Cabo Verde com maior representação de sempre

Em Tóquio entre 23 deste mês e 08 de agosto, em representação de Cabo Verde vão estar seis atletas: o velocista Jordin Andrade nos 400 metros barreiras, repetindo a presença de 2016, enquanto os irmãos nadadores Troy Pina e Jayla Pina vão estar, respetivamente, nos 50 metros livres e nos 100 bruços, a representação conta ainda com a judoca belga naturalizada cabo-verdiana Sandrine Billiet, na categoria de -63 kg, pelo pugilista David Pina, em -52 kg, e pela ginasta rítmica Márcia Lopes.

É a sétima edição em que o país compete. No Rio2016 foram cinco, nas modalidades de atletismo, ginástica, pugilismo e taekwondo.

Foi em 1996, nos Jogos Olímpicos de Atlanta, que aconteceu a estreia olímpica cabo-verdiana.

Um quarto de século depois: "São seis atletas olímpicos e dois paralímpicos com a força de mais de um milhão de cabo-verdianos”, anunciou o COC.
— -
Fontes: AFP/COI/Times of Japan

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project