ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Serviço de transporte marítimo complica-se: Sotavento à deriva a caminho da Boa Vista por avaria na máquina principal 09 Novembro 2020

O serviço de tranporte martímo complica-se com o navio Sotavento, ao serviço do Cabo Verde Interilhas (CVI) no âmbito do contrato de concessão da exploração das linhas marítimas assinado com o Estado de Cabo Verde, que se encontra à deriva, desde cerca das 6 horas de hoje, depois de partir, na noite de ontem, do porto da Praia, com o destino à Boa Vista, transportando 79 passageiros a bordo. Uma avaria na máquina principal está na origem dessa situação, segundo confirma ao Asemanaonline Manuel Claudino Monteiro, vogal executivo do Instituto Marítimo e Portuário (IMP).

Serviço de transporte marítimo complica-se: Sotavento à deriva a caminho da Boa Vista por avaria na máquina principal

Monteiro informa que o Rebocador Praia Maria saiu, às 9H30, do porto da Praia rumo à ilha das Dunas, com a missão do socorrer o navio Sotavento – por volta das 15 horas de hoje estará no local, ao alto mar, para o rebocar e trazer de volta à Capital.

Segundo aquele responsável do IMP, uma avaria na máquina principal terá estado na origem dessa situação de deriva em que se encontra o barco. A mesma fonte tranquiliza, porém, o público, informando que os 79 passageiros a bardo se encontram tranquilos e seguros, acontecendo o mesmo com as cargas.

Manuel Claudino Monteiro garante que toda a comunicação entre o navio e as autoridades marítimas e portuárias em terra vem sendo assegurada pelo Centro de Busca e Salvamento Marítimo e Cosmar.

Outras avarias e novos barcos prometidos

Entretanto, é de salientar que, nos últimos dois meses, se registou pelo menos três avarias, envolvendo navios que estão ao serviço da CV Interilhas, principalmente nas rotas São Vicente/São Nicolau e Praia/Fogo/Brava.

Para operadores do setor, questiona-se para quando a empresa porá a funcionar os três novos barcos, que prometeu comprar, nas linhas interilhas, que vem funcionado com alguma dificuldade por causa de avarias frequentes registados nos navios, relativamente velhos, alugados a privados nacionais pela CVI. Uma situação que está, conforme as vozes críticas, a ofetar sobretudo operadores económicos no transporte das suas cargas e a circulação regular de pessoas entre as ilhas de Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project