ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Transportes marítimos e aéreos: Governo de Ulisses desmoronou a Moura Company e entregou o sector a estrangeiros 30 Julho 2020

Cândido Barbosa Rodrigues, ex-deputado MpD pelo círculo eleitoral das Américas, escreveu, num post que colocou na sua página de facebook, que o atual governo de Ulisses Correia e Silva desmoronou a empresa Moura Company. Uma firma histórica e bem vincada no mercado cabo-verdiano com ligações a Diáspora norte-americana, mas que, segundo ele, o executivo não deu aval para o financiamento de um projeto importante, tal como fez agora com Cabo Verde Airlines e Cabo Verde Interilhas, entregando assim de bandeja as linhas marítimas e aéreas a essas firmas estrangeiras.

Transportes marítimos e aéreos: Governo de Ulisses desmoronou a Moura Company e entregou o sector a estrangeiros

«O Governo de Ulísses desmoronou a Moura Company. Uma companhia histórica e bem vincada no mercado cabo-verdiano, com fortes ligações a Diáspora americana, por ser propriedade de um emigrante dos EUA, foi traída e abandonada à sua sorte pelo governo. Tudo por causa de ódio e interesses obscuros», fez questão de realçar o antigo deputado da nação.

Cândido Barbosa critica que os donos de Moura Company foram, além de receberem a recusa do aval do estado, traídos pelas informações que a CO (companhia) ofereceu ao Governo, pondo em causa o negócio que tinha em carteira. «Depois de ter tudo acertado para um investimento em larga escala no setor marítimo, a companhia, para além de não receber o aval do governo para o financiamento do projeto, foi também traída pelas informações que ofereceu ao governo, pondo assim em causa todo o negócio».

Ainda no post referido, Cândido Barbosa Rodrigues contestou a postura de «um peso duas medidas» adoptada pelo governo, ao dar aval a empresas estrangeiras (CVI e Interilhas», em detrimento de firmas cabo-verdianas. «Com Cabo Verde Airlines, o governo, além de injectar capitais, o negócio é feito somente com estrangeiros e sem nenhuma garantia para o país. O setor marítimo também foi entregue de bandeja (a Cabo Verde Interilhas/Transinsular) num esquema que ninguém, até hoje, conhece os meandros. Este é o estado da nação cabo-verdiana», conclui o ex-Deputado do MpD pelo Círculo eleitoral das Américas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project