INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tribunal russo condena basquetebolista Brittney Griner a nove anos de prisão efetiva 04 Agosto 2022

Depois de ser declarada culpada por tráfico de droga com intenção criminosa, Brittney Griner foi condenada, esta quinta-feira, a nove anos de prisão por um tribunal russo. A juíza Anna Sotnikova, do tribunal de Jimki, condenou ainda a basquetebolista norte-americana a uma multa de um milhão de rublos, cerca de 15.900 euros. O Presidente dos EUA considera, no entanto, «inaceitável» a condenação da basquetebolista.

Tribunal russo condena basquetebolista Brittney Griner a nove anos de prisão efetiva

Segundo o Notícias ao Minuto (NM), o tribunal disse que teve em conta o facto de Griner ter-se declarado parcialmente culpada, os seus remorsos pelo ato, estado de saúde e as suas atividades de caridade. O Ministério Público russo tinha pedido uma pena de prisão de nove anos e meio para a basquetebolista.

Esta quinta-feira, em tribunal, Griner deixou claro que "nunca quis colocar em risco a população russa" ou "infringir" a lei daquele país. "Cometi um erro", defendeu a norte-americana, duas vezes campeã olímpica (Rio2016 e Tóquio2020) e uma das principais figuras da Liga norte-americana de basquetebol (WNBA), citado pelo NM, acrescentando que a defesa da basquetebolista, que tinha pedido a absolvição, já anunciou que vai recorrer da decisão.

"Estamos muito dececionados com o veredito. Como profissionais do direito, acreditamos que o tribunal deve ser justo com todos, independentemente da nacionalidade. O tribunal ignorou completamente todas as evidências da defesa e, mais importante, a confissão de culpa", disseram os advogados, em comunicado, conforme escreve a nossa fonte.

Recorde-se que Griner, que representa alternadamente a equipa norte-americana Phoenix Mercury e a russa Ecaterimburgo, conforme o calendário dos campeonatos, foi detida em 17 de fevereiro, num aeroporto em Moscovo, após terem sido detetados óleos canabinóides, vaporizadores e outros produtos na sua bagagem, segundo as autoridades locais.

Presidente dos EUA considera que a condenação da basquetebolista é "Inaceitável"

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já reagiu à condenação da basquetebolista norte-americana Brittney Griner. Em comunicado, o chefe de Estado considerou que a sentença de nove anos de prisão atribuída a Griner é "inaceitável".

"Hoje, a cidadã americana Brittney Griner recebeu uma sentença de prisão que é mais um lembrete do que o mundo já sabia: a Rússia está a deter Brittney injustamente. É inaceitável e peço à Rússia que a liberte imediatamente para que ela possa estar com a sua esposa, entes queridos, amigos e companheiras de equipa", disse Biden, num comunicado citado pela CNN.

"O meu governo continuará a trabalhar incansavelmente e a procurar todos os caminhos possíveis para trazer Brittney e Paul Whelan para casa com segurança o mais rápido possível", acrescentou.

Griner, de 31 anos, considerou-se culpada mas disse que não tinha qualquer intenção criminosa em fazer entrar o óleo de canábis na Rússia durante a temporada em que devia jogar na liga de basquetebol da Rússia.

A sentença pode agora levar a uma troca de prisioneiros entre a Rússia e os Estados Unidos, que incluiria a atleta e o fuzileiro Paul Whelan pelo russo traficante de armas Viktor Bout.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project