REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Trump sobre al-Assad no novo livro : "Vamos matá-los a todos! Entramos lá e acabamos com eles" 06 Setembro 2018

Novo livro sobre a presidência de Donald Trump retrata-o como "colérico" e propenso a tomadas de decisão "por impulso". "Um idiota", ter-lhe-á chamado o chefe de Gabinete.

Trump sobre al-Assad no novo livro :

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, queria matar o presidente da Síria no ano passado, após Bashar al-Assad ter ordenado um ataque com armas químicas contra civis. "Vamos matá-los a todos! Vamos a isso! Entramos lá e acabamos com eles", terá dito. Porém, o secretário de Defesa norte-americano, Jim Mattis, após ter dito ao chefe de Estado que "íamos resolver isto", ignorou o pedido e desenvolveu um plano para um ataque aéreo limitado, que não ameaçasse o líder sírio diretamente.

Este episódio e muitos outros - pouco dignificantes para o ex-magnata do imobiliário - constam em "Fear: Trump in the White House" (Medo: Trump na Casa Branca), livro do jornalista Bob Woodward a ser lançado no dia 11, do qual o jornal "The Washington Post" divulgou trechos. "É apenas mais um livro mau", disse, entretanto, Trump ao "Daily Caller".

A obra de Woodward - que, com Carl Bernstein, revelou o escândalo Watergate, que levou à demissão, em 1974, do presidente, o também republicano Richard Nixon - retrata outras ações de assessores de Trump em que ignoram ordens presidenciais para limitar o que veem como comportamentos prejudiciais e perigosos.

Estudante do quinto ou sexto ano

Trump é descrito como propenso a explosões coléricas e tomadas de decisões por impulso, criando uma imagem de caos que Woodward diz ser equivalente a um "golpe de Estado administrativo" e a um "colapso nervoso" do poder executivo.

Segundo o livro, numa outra situação envolvendo Mattis - sobre a permanência de tropas norte-americanas na Coreia do Sul -, este terá dito a colaboradores próximos que "Trump agiu como um estudante do quinto ou do sexto ano".

Por seu lado, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, já veio a terreiro afirmar que "Fear..." é "nada mais do que histórias inventadas, muitas delas por ex-funcionários ressentidos, contadas para denegrir o presidente".

Entre outras revelações figura uma em que o ex-assessor económico Gary Cohn tirou uma carta da mesa de Trump que o presidente planeava assinar e que iria retirar os Estados Unidos de um acordo comercial com a Coreia do Sul.

Cohn, que tentou conter os impulsos protecionistas do chefe de Estado, também tencionava remover um memorando similar em relação ao Tratado de Livre Comércio com México e Canadá.

Outros assessores terão insultado Trump pelas costas. O chefe de gabinete, John Kelly, tê-lo-á chamado de "idiota" e dito estar "na cidade dos loucos". "Este é o pior emprego que já tive".

Kelly, em afirmações divulgadas pela Casa Branca, já garantiu que a história é uma "total estupidez".

Além disso, Woodward refere que Trump trata alguns assessores seniores com desprezo. Por exemplo, terá dito ao secretário do Comércio, Wilbur Ross, que os seus melhores dias já lá vão e qualificado o secretário da Justiça, Jeff Sessions, de "deficiente mental".

"Uma vergonha", diz Trump

Ainda segundo o livro, o presidente norte-americano tem-se tornado cada vez mais paranoico em relação à investigação sobre a alegada interferência russa nas eleições de 2016, que levaram Trump à Casa Branca. O desvario é tal que os seus colaboradores comparam-no a Nixon durante o Watergate.

Aliás, John Dowd, ex-advogado de Trump, terá simulado uma entrevista com o presidente para convencê-lo de que iria cometer perjúrio se concordasse em falar com o procurador especial Robert Mueller, que lidera a investigação. "Não testemunhe. É isso ou um fato-macaco cor de laranja".

Já no Twitter, Trump disse que "é uma vergonha que alguém possa escrever um artigo ou um livro com histórias totalmente inventadas para fornecer a imagem de uma pessoa que é literalmente o oposto". Fonte: JN-PT

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project