ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Tudo o que vem na rede é peixe" contado, diz lei da União Europeia contra desperdício nas Pescas 03 Janeiro 2019

A partir de agora, as embarcações de pesca são obrigadas a relatar e trazer para o porto todas as espécies controladas que ficaram presas nas redes, proibindo a atual prática de despejar para o mar as capturas indesejadas que representam um desperdício de um quarto das capturas mundiais, cerca de 30 milhões de toneladas de peixe por ano.

A nova política de pescas mais sustentável virou lei em toda a Europa e o setor tem até 2020 para se adaptar.

A "obrigação de desembarque", introduzida gradualmente pelos países-membros da União Europeia, impõe que as capturas acidentais contam para as quotas.

A medida para tornar o setor pesqueiro europeu mais sustentável tem os seus críticos, que consideram que as embarcações podem ser forçadas a interromper todas as operações depois de atingirem limites para algumas espécies que não queriam pescar.

Mas este investimento na sustentabilidade a longo prazo já deu frutos: unidades populacionais de peixes do norte da Europa, que foram sobrepescados nos últimos anos, apresentam uma recuperação notável.

A expectativa é que em 2020 todos os países-membros da União Europeia tenham implementado a lei que quer "acabar com a sobrepesca e restabelecer todos os recursos das águas da União Europeia para níveis sustentáveis", lê-se no site institucional.

Fonte: europa.eu/fisheries/cfp_en

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project