NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

UCCLA acolhe lançamento do CD "Canto Terceiro da Sereia: O Encanto" e do livro "Marítimos" 24 Setembro 2020

Terá lugar no dia 26 deste mês, na UCCLA, o lançamento em Portugal do CD "Canto Terceiro da Sereia: O Encanto" (ed. 2020) e do livro "Marítimos" (ed. 2020), uma edição especial comemorativa do 45.º aniversário da República de Angola e do 66.º aniversário da Fundação do Clube Marítimo Africano - evento organizado pelos autores Filipe Zau, Filipe Mukenga, editora Perfil Criativo, Embaixada de Angola em Portugal e UCCLA. Estarão presentes no evento, os convidados especiais, Alberto Oliveira Pinto (escritor e historiador); Luís Moreira (encenador e realizador); e Telmo Lopes (produtor musical).

UCCLA acolhe lançamento do CD

Conforme a organização, de forma a garantir as condições de segurança sanitária definidas pela DGS (Direção Geral da Saúde), a ocupação do auditório está limitada a 50 pessoas e o uso de máscara é obrigatório

CD “CANTO TERCEIRO DA SEREIA, O ENCANTO”

Segungundo uma nota enviada ao Asemanaonline, o “CANTO TERCEIRO DA SEREIA, O ENCANTO” faz parte de uma trilogia musical, iniciada nos anos 90, inspirada na “Kianda”, figura mitologia dos pescadores da Ilha de Luanda.

“Uma ópera jazz, de Filipe Zau e Filipe Mukenga, com quatro atos/ciclos que têm como pano de fundo as memórias de um tripulante em navios da antiga marinha mercante e de um seu irmão, condutor de uma máquina a vapor na antiga linha férrea do Amboim”.

Segundo a mesma fonte, a razão do reencontro entre os dois irmãos, após um afastamento forçado, deveu-se ao facto de o café produzido no interior da província do Kwanza Sul ser, na década de 50, transportado pelo corredor Gabela/Porto Amboim, para, depois de armazenado nos grandes armazéns do litoral, ser exportado para o mundo em navios cargueiros atracados ao largo, por falta de um porto acostável.

Esta ópera está dividida em quatro ciclos, designadamente CICLO DA TERRA (O reencontro); CICLO DO FOGO (À hora da partida); CICLO DA ÁGUA (Do mar e da kianda) E CICLO DO AR (Tempo de recordação), anuncia a organização.

Livro “MARÍTIMOS”

Depois do encanto do canto da sereia, anunciado por Luís Vaz de Camões, e revelado pela música dos angolanos Zau e Mukenga, este CD chega ao mercado português acompanhado de um livro especial “MARÍTIMOS” (Ed. 2020), de Filipe Zau. Uma peça artística com a história dos africanos em Portugal. E em especial os marinheiros africanos e a sua participação na ruptura com o Império no século XX.

Esta edição dedicada ao 45.º aniversário da República de Angola e no 66.º aniversário do Clube Marítimo Africano, começa com uma extensa seleção das fichas dos sócios Clube Marítimo Africano, descobertas no Arquivo Tchiweka* de Documentação, onde é possível descobrir, entre outros, duas das grandes referências históricas do nacionalismo africano: Amílcar Cabral e Agostinho Neto.
Esta primeira parte é acompanhada das letras da música da lítero-musical “CANTO TERCEIRO DA SEREIA, O ENCANTO”.

O primeiro capítulo “Escravos e aristocratas negros em Portugal” é ilustrado com peças surpreendentes do projeto de fotografia no campo da arte “Revelar a memória a partir do esquecimento”, de J. Ricardo. Já o segundo capítulo é dedicado às “Associações de africanos em Portugal”, e o terceiro capítulo à “Ação clandestina e prisões políticas”, e o evento terminará com uma reflexão de André Corsino Tolentino.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project