ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ucrânia: Livres dos túneis! 264 soldados resistentes de Azovstal trocados por prisioneiros russos 18 Maio 2022

Esta terça-feira, uma caravana de autocarros desembarcou em Novoazovsk, uma região pró-russa, duzentos e sessenta e quatro ucranianos do batalhão Azov, muitos deles gravemente feridos. A sua libertação ao fim de 80 dias do cerco de Mariupol resulta da negociação entre autoridades russas e ucranianas para a troca dos sitiados "bravos soldados" por prisioneiros russos.

Ucrânia: Livres dos túneis! 264 soldados resistentes de Azovstal trocados por prisioneiros russos

Parece estarem a funcionar os apelos para uma solução diplomática do drama dos soldados do Regimento Azov, em grande sofrimento mas resistindo nos subterrâneos da Metalúrgica de Azovstal, sob cerco das tropas russas.

O presidente Volodymyr Zelensky na sua mensagem de terça à noite disse que as negociações estão a decorrer entre as partes e que equipas de autoridades político-militares e de segurança da Ucrânia, Cruz Vermelha e ONU, estão envolvidas na operação de resgate.

“A Ucrânia precisa dos seus heróis vivos”, disse Zelensky ao informar que “as tropas podem não libertadas no imediato” e que as negociações requerem “delicadeza e tempo”

O capitão Svyatoslav Palamar, o ‘amigo Kalyna’(foto inserida ao alto à d.ta), tornou-se conhecido por filmar a vida subterrânea dos soldados do Regimento Azov cercados e a resistir na cidade de Mariupol dominada por tropas russas.

O drama levou a manifestações dos familiares dos soldados — que as imagens difundidas por Palamar mostram em grande sofrimento. Aqui só apresentamos a menos chocante das imagens (canto esqº em baixo).

Na terça-feira da semana passada, os familiares concentraram-se no centro de Kiev a "pedir ajuda à comunidade internacional". Guterres na quarta-feira 11, anunciou nova visita a Moscovo "em breve", apesar do seu encontro com Putin ter sido considerado um fracasso.

Esposas de soldados foram recebidas em audiência pelo papa Francisco há uma semana (apesar de terem circulado, em especial no Twitter e com fotos a apoiar, afirmações de que entre elas estava uma neo-nazi, Kateryna Prokopenko. Nas fotos está sim Vita Zaverukha).
....
Fontes: BBC/SkyNews/Reuters/...Relacionado: Svyatoslav Palamar capitão e repórter da vida subterrânea em Azovstal, 13.mai.222. Fotos: A resistência do batalhão Azov nas caves e túneis da Metalúrgica chega ao fim com a negociação russo-ucraniana que resultou em troca de prisioneiros por soldados sitiados na martirizada Mariupol por oitenta dias. Soldados foram levados em autocarros e chegaram na noite de terça a uma região pró-russa. (Canto inferior centro: publicações após a visita ao Vaticano confundiram a esposa de um soldado com Vita Zaverukha, uma ucraniana que desde os 15 anos em 2014 surgia como uma "combatente simpatizante do neonazismo", como a denuncia uma publicação de 8.5.2015 do britânico Daily Mail após ela ter sido entrevistada em fins de 2014 pelo magazine Elle, como a "Joana d’Arc da Ucrânia") .

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project