LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ucrânia: Presidente angolano falou hoje com homólogo Volodymyr Zelensky 10 Outubro 2022

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, conversou hoje ao telefone com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e o tema abordado foi o conflito militar na Ucrânia.

Ucrânia: Presidente angolano falou hoje com homólogo Volodymyr Zelensky

Segundo informação disponibilizada na página oficial de João Lourenço na rede social Facebook, o tema abordado foi “o conflito militar em que a Ucrânia se encontra envolvida desde fevereiro passado”, sem mais detalhes.

Noutra rede social, a Instagram, o Presidente ucraniano deixou igualmente uma mensagem sobre a conversa telefónica com o homólogo angolano.

Juntamente com o Presidente de Angola, João Lourenço, discutimos os ataques de mísseis terroristas da Rússia à Ucrânia. Também falamos sobre questões importantes de cooperação dentro da ONU. Estamos a trabalhar para garantir que o mundo tome uma posição clara e firme sobre a agressão russa", escreveu Volodymyr Zelensky.

O Presidente angolano tem também mantido contactos telefónicos com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, com quem abordou o tema em abril.

João Lourenço, que defendeu no seu discurso de tomada de posse, em 15 de setembro, que Moscovo deve tomar a iniciativa para evitar a escalada do conflito, domina a língua russa, já que estudou na antiga União Soviética entre 1978 e 1982.

A ofensiva militar lançada em 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 13 milhões de pessoas – mais de seis milhões de deslocados internos e mais de 7,6 milhões para os países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.221 civis mortos e 9.371 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project