INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Uganda acusa EUA de "interferência" e impede visita de embaixadora a Bobi Wine detido 21 Janeiro 2021

O porta-voz do governo ugandês acusou o governo dos Estados Unidos de interferir na eleição de quinta-feira, 14, e na segunda-feira, 18, proibiu a embaixadora em Kampala de entrar na casa de Bobi Wine, cercada por militares. O líder da oposição está em prisão domiciliar por ter acusado o presidente Museveni de fraude ao ser eleito, por 59%-35%, para o sexto mandato.

Uganda acusa EUA de

Numa declaração que marca a reviravolta entre os dois países, o porta-voz Ofwono Opondo afirmou: "O que ela está a tentar é, ostensivamente, interferir na política interna ugandesa".

O Uganda reagia assim à tentativa da embaixadora Nathalie Brown de visitar o candidato Robert Kyagulanyi, mais conhecido pelo nome artístico Bobi Wine, perdedor da eleição presidencial de quinta-feira, 14.

O governo dos Estados Unidos tem vindo a apoiar o Uganda, desde 1986 presidido por Museveni. É com o apoio de Washington que os soldados ugandeses estão integrados na força de paz da União Africana na Somália. Também o setor da Saúde no Uganda recebeu nos últimos três anos um total de um bilião e meio de dólares.

O Departamento de Estado tem vindo a apelar a uma "investigação independente, credível, imparcial e séria", justificada por "muitos relatos credíveis" sobre irregularidades na eleição que opôs dez candidatos.

A comissão eleitoral veio a declarar no sábado que o presidente Museveni venceu por 58% contra os 34% de Wine.

"Estamos cercados e falta comida e leite para a bebé"

Segundo a televisão americana CBS e a Associated Press, Bobi Wine voltou a queixar-se na segunda-feira do cerco à sua casa, iniciado na tarde de quinta-feira, 14, por militares. O pretexto apresentado pelo governo era o de que as forças de segurança estavam a proteger a residência.

"Os soldados mantêm-me e à minha família presos em casa, há cinco dias. Falta-nos comida, falta o leite para a minha sobrinha de 18 meses".

Também desde sexta-feira, o acesso às redes sociais foi bloqueado em todo o país. O líder da oposição tinha no seu último tweet, na tarde de quinta-feira, anunciado que está em prisão domiciliar.

Fontes: Reuters/BBC/outras. Relacionado: Uganda: PR Yoweri Museveni, de 76 anos corre Segundo para 6º mandato — Pop-star Bobi Wine desafia-o, 14.jan.021. Fotos(Reuters): Celebração sábado, 16, da vitória de Museveni. Forças da ordem cercam casa de Bobi Wine, em Kampala.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project