OPINIÃO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Um Gesto de Conforto a Carlos Lopes Fortes 02 Fevereiro 2019

Não é fácil, neste inverno severo acomodar no Clube Social Português local onde tradicionalmente se efetiva todos os eventos da comunidade, cerca de 500 pessoas, para mostrar a sua solidariedade em esta festa de beneficência a favor de um conterrâneo, de um amigo, também, um líder comunitário, um dirigente politico, escritor com vários livros publicados e um chefe de família de nome Carlos Lopes Fortes, que está a padecer de uma doença grave e que exige cuidados. Bem-haja aos organizadores.

Por: Carlos Tavares, EUA

Um Gesto de Conforto a Carlos Lopes Fortes

Afinal acabo de constatar que a organização filantrópica “As Deputadas Milionárias” no seu objeto, não tem um único propósito, mas sim, vários. Isso porque na última festa de angariação de apoio a favor do meu amigo Carlos Fortes, estando eu ciente que esta atividade era para apoiar o enfermo que padece de câncer, em virtude de uma errada acepção ou percepção minha, que esta organização auxiliava tão-somente doentes que padeçam desta maldita doença. Apesar desta vez, os organizadores habituais, contarem com a prestimosa colaboração das “Kriolas Kontra Kanser”, e uma organização de originários da ilha do Sal, USAL nos EUA.

Ditosamente que, antes de produzir qualquer comentário, tive o cuidado de perguntar a Juju, presidente das deputadas milionárias se o câncer que amofinava o Carlos era dos mais graves! Qual não foi o meu espanto quando me contestou esclarecendo que o beneficiado, não sofria de câncer mas sim de um problema cardíaco e má circulação sanguínea nas pernas, doença essa que também requer muito cuidado e uma atenção médica especial. Dando conta da minha insciência a Juju, a título de esclarecimento elucidou-me que a organização que preside apadrinha todas as doenças consideradas muito graves e que o seu tratamento requer avultados gastos financeiros tanto para o paciente, como para a família.

De forma infatigável, laboriosa e assíduo este grupo constituído quase exclusivamente por mulheres me vêm surpreendendo com as suas ações e dinâmicas conferidas em consecução de fundos para assistir aqueles que mais precisam.

É impossível estar presente nas suas atividades e ignorar o que ali se passa. Não obstante ter renunciado as minhas escritas, por motivos profissionais e também por um acumular de afazeres, como a edição do meu segundo livro que graças a Deus já está nas livrarias e a conclusão do terceiro que já está nos finalmente, não resisti e cá estou eu mais uma vez a exteriorizar e a bendizer o que sinto em relação às suas atitudes.

Não é fácil, neste inverno severo acomodar no Clube Social Português local onde tradicionalmente se efetiva todos os eventos da comunidade, cerca de 500 pessoas, para mostrar a sua solidariedade em esta festa de beneficência a favor de um conterrâneo, de um amigo, também, um líder comunitário, um dirigente politico, escritor com vários livros publicados e um chefe de família de nome Carlos Lopes Fortes, que está a padecer de uma doença grave e que exige cuidados. Bem-haja aos organizadores.

Tenho a certeza que esta data, mais precisamente, o dia 27 de janeiro de 2019, ficará gravada na memória da família e do próprio Carlos Fortes quando lhe for exibido os vídeos deste benemérito evento. Não tenho dúvidas que o sucesso deste evento irá fortalecer o autoestima do paciente ajudando-o a ultrapassar com coragem e perseverança esses difíceis momentos acamado em uma enfermaria do hospital da cidade de Boston.

Um reconhecimento a nossa comunidade, que nos momentos difíceis que exigem de nós uma coesão forte e sólida, se mostre sempre muito unida. A minha felicidade é total quando participo em eventos desta natureza e vejo pessoas de diferente cor política, extrato social e credos religiosos unidos e a lutar pela mesma causa.

Quanto aos nossos artistas não tenho adjetivos para os qualificar. Quero apenas apontar nomes, enaltecendo as presenças de Piduca Silva, Calu Bana, Quirino do Canto, Benvindo Cruz, Guty Duarte, Piduca Lobo, Caloiro, Fátima Lobo, Lutchinha, Jaziel Sança e Mziel Sança, por emprestarem as suas vozes de ouro, acompanhados pelos músicos Nhelas Sax, Pelé Fernandes, Yayas, Mikinha Évora e Santos Spencer que demostraram as suas solidariedades para com o enfermo. Um lote de grandes artistas de um coração colossal e solidário, mas que são esquecidos e descriminados pelas Câmaras Municipais enquanto organizadores da quase totalidade dos festivais realizados em Cabo Verde.

Bem-haja a “Deputadas Milionárias, a Kriolas Kontra Kâncer, a USAL e todos os patrocinadores. Tenho a certeza que Carlos Lopes Fortes e sua família vos agradecerão para sempre.
UNIDOS SOMOS MAIS FORTES.
Pawtucket RI, 01 Fevereiro 2019

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project