AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Uni-CV apresenta resultados do Projeto ADAPTaRES 11 Novembro 2021

A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) apresenta nesta quinta-feira, 11, as conquistas a favor da sensibilização, formação, investigação e demonstração sobre o uso dos recursos hídricos, do projeto ADAPTaRES, no auditório 102, do Edifício 8, do Campus de Palmarejo Grande, cidade da Praia. A cerimónia da abertura contará com a presença do Ministro da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva e da Pró-reitora para a Extensão Universitária, Maria de Lourdes Gonçalves.

Uni-CV apresenta resultados do Projeto ADAPTaRES

De acordo com uma nota a que este diário digital teve acesso, durante o desenvolvimento do projeto, a ADAPTaRES ajudou mais de 165.000 pessoas, que foram beneficiadas com medidas de prevenção à seca, atuou em 430 hectares, e envolveu mais de 50 entidades públicas e privadas.

“O projeto, que opera nas Ilhas Canárias, Madeira e Cabo Verde, tem trabalhado com três estações de tratamento de águas residuais em Cabo Verde e duas em Gran Canárias, para promover o reaproveitamento em pequena escala, bem como intervir em diferentes ações concretas para melhorar o funcionamento das infraestruturas”, lê-se no documento.

O ADAPTaRES é um projeto de cooperação transnacional entre as ilhas Canárias, Madeira e Cabo Verde, co-financiado pelo programa Interreg MAC, da União Europeia (UE), que promove a cooperação entre os arquipélagos da Macaronésia e os países da costa ocidental africana, com o objetivo de solucionarem problemas comuns.

No caso do projeto ADAPTaRES, o foco é a adaptação às mudanças climáticas, através da reutilização das águas residuais tratadas e do uso eficiente da água. “De entre os arquipélagos mencionados, Cabo Verde é o mais árido e aquele que tem uma carência estrutural de recursos hídricos”, refere a organização, em comunicado.

A mesma fonte aponta que em Cabo Verde, a reutilização das águas residuais tratadas foi vista como mais uma oportunidade para aproveitar ao máximo os recursos hídricos. “Nos últimos anos, Cabo Verde tem vindo a sofrer secas recorrentes de mais de três anos. Por isso, a possibilidade do uso das tecnologias de tratamento abriu um caminho para a adaptação às mudanças climáticas”, destaca a nossa fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project