ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

União Africana: Chefe de Estado de Cabo Verde defende reforço da capacidade africana e diplomacia na prevenção e gestão de conflitos 05 Fevereiro 2022

O Presidente da República de Cabo Verde defendeu hoje em Adis-Abeba o reforço da capacidade africana de prevenção e gestão de conflitos e forte aposta na diplomacia preventiva, para “evitar constantes ameaças à paz, segurança e estabilidade” no continente.

União Africana: Chefe de Estado  de  Cabo Verde defende reforço da capacidade africana e diplomacia na prevenção e gestão de conflitos

José Maria Nevesmanifestou esta preocupação ao discursar na 35ª sessão ordinária da conferência da União Africana que decorre na capital da Etiópia, onde redobrou a sua preocupação para com a instabilidade na região oeste africana e do Sahel, alertando para a necessidade de se tornar mais efectivas as decisões.

Para o Chefe de Estado cabo-verdiano, a criação de um sistema de governança multinível, com uma adequada divisão do trabalho entre a União Africana, as organizações regionais e os Estados membros e com responsabilidades partilhadas, seria “um grande passo” para a realização da Agenda 2063 e a “África que queremos”.

Neste sentido, disse acreditar que a África dispõe de “recursos, talentos e imaginação para ser um dos mais importantes actores políticos e económicos” deste século XXI e que Cabo Verde, no quadro das suas especificidades, enquanto um pequeno Estado insular em desenvolvimento, estará “sempre presente”.

O Presidente da República solidarizou-se com às vítimas do terrorismo no Burkina Faso, no Mali, no Níger e no norte da Nigéria e Moçambique e reafirmou o “mais veemente repúdio” a todo e qualquer acto terrorista, bem como de subversão da ordem constitucional como as que ocorreram no Sudão, Mali, Guiné-Conacri, Burkina Faso, e a recente tentativa de golpe de estado na Guiné-Bissau.

Por outro lado, ao considerar que “a humanidade atravessa a maior das ameaças no decurso do último século”, face à pandemia da covid-19, observou que “esta crise pode revelar-se uma oportunidade para a África fazer uma reflexão profunda e posicionar-se perante estes desafios e outros que, decerto, estarão a caminho”.

“África tem conhecimento, tem talento e recursos suficientes para produzir vacinas e outros medicamentos e assim não ficar dependente das contingências actuais e novamente vulnerável quando surgirem novas pandemias”, realçou Neves.

“A África dificilmente conseguirá suprir a enorme lacuna de financiamento para concretização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS – no horizonte 2030 e a Agenda 2063 da União Africana, somente com as receitas estatais e os níveis actuais da ajuda ao desenvolvimento”, admitiu, alertando para a urgência de repensar o modelo de financiamento do desenvolvimento para África.

Se por um lado, a situação apela ao aprofundamento da expansão das bases fiscais a fim de aumentar a capacidade para financiar políticas públicas com recursos próprios, considerou, por outro, que implica a modernização dos mecanismos de financiamento da economia pelo sector privado nacional e internacional, bem como uma forte luta contra os fluxos financeiros ilícitos.

Nesta lógica, sublinhou que não podendo a África, sozinha, ter meios suficientes para financiar as medidas de resposta e recuperação da crise económica, pandémica e climática, haverá necessidade de se assegurar o financiamento complementar através de outras formas e fontes de financiamento externo.

O investimento directo estrangeiro, a cooperação internacional, a assistência financeira externa apropriada, e o perdão ou reconversão da dívida são apontados pelo Chefe de Estado como alternativa para a África.

Os chefes de Estado e de Governo da União Africana iniciaram hoje em Adis Abeba, a cimeira anual, que deverá ficar marcada pela resposta do continente à covid-19 e à proliferação dos conflitos e golpes de Estado. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project