LEITURA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

União Europeia e Camões I.P. reforçam acervo bibliográfico de juízes timorenses 02 Junho 2020

O PACED-Projeto de Apoio à Consolidação do Estado de Direito nos PALOP e Timor-Leste, que tem entre os seus objetivos o reforço da capacidade institucional das autoridades competentes ao nível legislativo, executivo e judiciário, vai apoiar a formação de juízes timorenses com a entrega, esta terça-feira, de bibliotecas jurídicas em língua portuguesa.

União Europeia e Camões I.P. reforçam acervo bibliográfico de juízes timorenses

Segundo um comunicado remetido a este jornal, a cerimónia de entrega do acervo bibliográfico decorre, hoje, pelas 16h00, na Embaixada de Portugal em Díli, com a presença do Embaixador José Pedro Machado Vieira, de representantes da Delegação da União Europeia em Díli, do Serviço do Ordenador Nacional do FED, do Tribunal de Recurso e do Centro de Formação Jurídica e Judiciária (CFJJ).

Esta iniciativa, promovida no âmbito do PACED, financiado pela União Europeia e cofinanciado e gerido pelo Camões, I.P., pretende dar resposta às necessidades específicas identificadas pelos parceiros nacionais que possibilitem o reforço da capacidade dos países para prevenirem e lutarem contra a corrupção, branqueamento de capitais e crime organizado, em particular o tráfico de estupefacientes.

«As bibliotecas jurídicas, compostas por obras de referência no âmbito do Direito Penal, destinam-se aos três novos juízes de Direito timorenses que, desde 2017, desenvolvem a sua formação no CFJJ. Esta entrega simbólica reveste-se de particular importância por acontecer na data da tomada de posse destes juízes, assinalando o seu compromisso com a Justiça e com os valores do Estado de Direito», refere o documento.

O PACED colabora numa base regular e ativa com diversas autoridades nacionais timorenses, nomeadamente o Ministério da Justiça, o Tribunal de Recurso, a Procuradoria-Geral da República, o Centro de Formação Jurídica e Judiciária, a PCIC e a Unidade de Informação Financeira, contando com o acompanhamento dos serviços do Núcleo de Apoio ao Ordenador Nacional – Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação.

«Com duração até dezembro de 2020, o PACED tem um orçamento global de 8,4 milhões de euros (7 milhões financiados pela União Europeia ao abrigo do 10.º Fundo Europeu de Desenvolvimento e 1,4 milhões de euros pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, I. P.), dos quais 8,05 milhões de euros administrados diretamente pelo Camões, I. P.», lê se no comunicado referido.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project