ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

VBG: Dezoito vítimas foram acolhidas nos centros de acolhimento durante 2021 – Governo 11 Mar�o 2022

Dezoito vítimas de Violência com Base no Género (VBG) foram acolhidas nos centros de acolhimentos do País em 2021, conforme dados detalhados hoje no parlamento pela ministra da presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares.

VBG: Dezoito vítimas foram acolhidas nos centros de acolhimento durante 2021 – Governo

Filomena Gonçalves intervinha no período de questões gerais em resposta uma declaração do PAICV, que pela voz da deputada Adélsia Almeida manifestou a sua preocupação a questão da VBG, que tem resultado “em vários casos de feminicídio” em Cabo Verde, devido “à falta de respostas”.

A governante garantiu que o executivo, liderado por Ulisses Correia e Silva, está a cumprir com a lei da VBG no que se refere às casas de abrigo, embora não publicite esse assunto para preservar a dignidade da pessoa humana e de forma particular das vítimas.

“A diferença é que este Governo, por ter como bandeira a dignidade da pessoa humana, aquilo que a mão direita faz, a mão esquerda não tem de saber. No ano passado na Praia foram acolhidas nove vítimas, na Boa Vista três, ilha de Fogo três e São Vicente três”, precisou.

Conforme indicou, neste momento, a nível nacional, há duas mulheres com as suas crianças que estão acolhidas.

A ministra explicou que apesar de existir neste momento apenas três centros de acolhimentos a nível do País, que há famílias de ilhas que não têm um centro formal que estão também a ser acolhidas.

Filomena Gonçalves indicou que o Governo está ciente que medidas devem ser tomadas para pôr cobro às situações de crime, mas sublinhou que o executivo está, sobretudo, a trabalhar na prevenção da VBG.

“Sabemos que só venceremos esta batalha com medidas preventivas. Há que espalhar a cultura da paz, a cultura do equilíbrio na família, com princípios e valores. Ninguém numa sociedade consegue substituir a família com todos os princípios e valores sobretudo”, sustentou.

A ministra apontou igualmente uma série de medidas que considerou “energéticas e efetivas” tendo em vista o empoderamento das mulheres, sobretudo, as mulheres chefes de famílias.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project