REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Vai nascer o Código Internacional para a Proteção de Turistas 05 Junho 2021

A pandemia pode mudar para sempre a forma como viajamos. Mas as alterações podem trazer um sistema melhor. Para evitar um eventual regresso ao caos vivido perante a emergência da Covid-19, a Organização Mundial do Turismo (OMT) está a trabalhar num Código Internacional para a Proteção dos Turistas. No fundo, é uma "rede de segurança" para os viajantes.

Vai nascer o Código Internacional para a Proteção de Turistas

"Para começar, será usado em situações de emergência como a pandemia, mas também pode ser um sismo, um tsunami, um conflito armado... Os turistas passam a ter a garantia de uma assistência básica se ficarem retidos no país que visitam, e terão também acesso a serviços de saúde, tratamento médico se necessário, repatriamento, vistos. Todas as garantias necessárias para que se sintam seguros e regressem a casa em segurança", declara Alicia Gomez, da OMT, citada pela EN.

Segundo Massimo Garavaglia, ministro do Turismo de Itália, "o turismo precisa de um sistema simples e de regras claras e rápidas. Assim que existirem, as coisas podem recomeçar por si mesmas".

Mais de 100 países estão a trabalhar com a Organização Mundial do Turismo, incluindo companhias aéreas, hotéis, agências de viagens e operadores turísticos.

"O objetivo aqui é desenvolver um padrão mínimo de normas internacionais para turistas internacionais em situações de emergência como a que vivemos. Neste estudo, tentamos colocar todas as lições que aprendemos com a Covid-19 e criar um código internacional para cobrir todas as situações de emergência. Trata-se de um instrumento de gestão de risco", afirma Ozgul Oksan Yavuz, ministra-adjunta do Turismo da Turquia.

A importância de adotar uma abordagem comum foi salientada pelos intervenientes do setor durante a reunião da Comissão Europeia no âmbito da Organização Mundial do Turismo, em Atenas.

"Estamos a passar uma mensagem muito forte, porque esta Comissão Regional da Europa é a que maior participação de sempre teve na história da OMC. Não só porque temos todos os nossos Estados-membros presentes, mas também porque temos um número muito elevado de ministros e secretários de Estado. Isto é um sinal de que a importância política do turismo está a crescer. As pessoas compreendem que é um fator muito importante para as nossas vidas", destaca Allesandra Priante, da OMT.

O projeto final do Código Internacional para a Proteção dos Turistas estará pronto no outono. Uma vez aprovado, caberá aos Estados membros aplicar a legislação e alinhar cada setor turístico nacional com as novas regras, conui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project