NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Faleceu o combatente da liberdade António Leite 10 Agosto 2022

O combatente da Liberdade da Pátria, Coronel António Leite, faleceu, esta terça-feira, na cidade de Mindelo, onde residia e se encontrava doente. Num post que colocou na sua página de Facebook, o Presidente da Republica, José Maria Neves, exprimiu, na ilha do Fogo ode se encontra de visita oficial, consternado com a morte de Leite, com o qual mantinha uma relação de amizade e admiração.

São Vicente: Faleceu o combatente da liberdade António Leite

Até ao fecho desta peça, este jornal desconhecia a hora da realização do funeral. Homem de trato fino, António Leite, mais conhecido por Toi d’Suna, era um dos históricos que se manteve firme à causa da luta da libertação nacional, transmitindo, com o patriotismo e a generosidade, a nova geração o legado de Amílcar Cabral e da luta que conduziu à independência de Cabo Verde a 5 de Julho de 1975. Foi um grande amigo e colaborador do jornal A Semana, disponibilizando sempre o seu arquivo pessoal para consultas sobre a história da luta armada na Guiné-Bissau.

A noticia do falecimento do Leite apanhou de surpresa o Presidente da República. "Vejo ao fundo a Brava ilha e o fatídico por do sol. E as negras nuvens trazem-me a grave notícia: acaba de falecer o Coronel António Leite, mais conhecido por Toi d’Suna", escreveu.

José Maria Neves destaca figura de António Leite, com destaque para o seu patriotismo e generosidade, ao integrar o PAICV e a luta armada na Guiné-Bissau. "Aprendemos a ser amigos. A admiração mútua, o seu patriotismo e generosidade, que o levaram a integrar o PAIGC e a luta de libertação nacional, adubaram-nos o caminho. Sincero, franco, simples e amigo, conheci-o mais de perto quando me candidatei à liderança do PAICV em 2000. Tornamo-nos amigos e, desde então, sempre que eu ia a São Vicente ou ele vinha à Praia, fazíamos o impossível para ter um dedo de conversa. Contou-me várias peripécias da luta, dava-me conselhos, fazia-me entender determinados contornos políticos da luta armada nas matas da Guiné e da preparação militar do grupo de combatentes cabo-verdianos, em Cuba, comandados por Pedro Pires. Aliás, chegou a oferecer-me um calhamaço de documentos por ele compilados durante a luta".

Segundo o Chefe de Estado, sabia-se que Leite estava muito doente, há já algum tempo. " Mas é sempre triste ouvir a notícia da morte de uma grande amigo.Os meus pêsames à Samira e a toda a família enlutada.Descansa em paz e até sempre, Tói ", conclui José Maria Neves no post referido que vimos citando.

O coletivo do Asemanaonline aproveita para presentar as suas sentidas condolências à família do falecido Combatente da Liberdade da Pátria. Foto: ao meio (post Albertino Nascimento).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project