ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Visão para projetar Maio e romper ciclo vicioso instalado na autarquia: Graduado em Formação para Docência e licenciado em Ciências Sociais, António Manuel Silva Ramos, é o candidato do PAICV à Câmara Municipal 12 Junho 2020

A proposta de nova visão para projetar Maio a um novo patamar de desenvolvimento está oficialmente aprovada pelas instâncias regionais e nacionais do PAICV. O ativista social, cursado em designer gráfico e licenciado em Ciências Sociais com especialização em Formação para Docência, António Manuel Silva Ramos, é quem vai liderar a equipa do maior partido da oposição à Câmara Municipal da Ilha do Porto Inglês, nas eleições autárquicas previstas para o último trimestre deste ano. «Tony Ramos», como é também conhecido, estabelece como prioridade do seu programa político «romper o ciclo vicioso, de compadrio, discriminação política e fortes indícios de corrupção, instalado há mais de duas décadas na autarquia maiense» e projetar a ilha para um novo patamar de desenvolvimento, apostando sobretudo na sua infra-estruturação para potenciar o turismo e na industrialização para tirar o melhor proveito dos principais recursos naturais locais.

Visão para projetar Maio e romper ciclo vicioso instalado na autarquia: Graduado em Formação para Docência e licenciado em Ciências Sociais, António Manuel Silva Ramos, é o candidato do PAICV à Câmara Municipal

Está confirmado um novo projeto político alternativo à Câmara do Maio, nas autárquicas deste ano. A nova proposta da Esquerda Democrática é liderada por António Manuel Silva Ramos e conta já com a aprovação e o suporte político do maior partido da oposição. Além activista social com forte penetração na sociedade maiense, «Tony» é o atual líder da bancada da OIAM (Onda Independente para Avanço do Maio) na Assembleia Municipal do Maio. Designer gráfico experiente que já coordenou o parque gráfico de vários jornais de Cabo Verde, ele é licenciado em Ciências Socais, com especialização em Formação para Docência.

Conforme apurou este diário digital, Ramos aceitou o desafio de concorrer à Câmara do Maio com uma nova visão para relançar o desenvolvimento local e romper com o ciclo vicioso, de compadrio, alegada corrupção e discriminação política de cidadãos que não leiam pela cartilha do MpD, instalado há décadas nesta autarquia. «Tony aceitou o convite do PAICV para encabeçar a lista à Câmara Municipal como um desafio da sua vida. Promete engajar-se até aos limites da sua capacidade e resistência para, conjuntamente com a sua equipa e com uma nova visão de desenvolvimento para a ilha do Maio, romper o ciclo vicioso (de compadrio, fontes indícios de corrupção e discriminação política de cidadãos) instalado há mais de duas décadas na autarquia maiense e projetar a ilha para um novo patamar de desenvolvimento no contexto nacional», avançou a fonte deste jornal.

Aposta na infra-estruturação e industrialização do Maio

O programa do candidato da oposição aposta em pressionar e colaborar com entidades nacionais e parceiros locais na infra-estruturação urgente da ilha. Neste particular, defende a construção de um porto, com um sistema «Roll on-Roll off» para facilitar embarque e desembarque de passageiros, e receber navios de médio porte para turistas e cargas. O candidato propõe também a construção de um aeroporto de médio porte na ilha, como prometeu o actual governo. É que, segundo António Manuel Silva Ramos, as fortes potencialidades turísticas locais só serão desenvolvidas com a movimentação de turistas, pessoas e cargas de e para a ilha.

Tony Ramos anuncia concorrer com um programa focado na melhoria das condições de vidas dos maienses, explorando as fortes potencialidades locais. Em termos de recursos naturais, preconiza uma fábrica de cerâmica para melhorar a qualidade dos produtos produzidos e criar mais empregos sobretudo para jovens. Propõe igualmente dinamizar a industrialização de carvão e sal, substituindo as unidades tradicionais existentes na ilha por fábricas modernas.

O programa económico do candidato de nova visão para o Maio contempla, por outro lado, a criação de uma unidade industrial nova para a produção de queijo na ilha. A intenção é aproveitar todos os derivados de leite, cuja produção é considerável na ilha.

A nível da agricultura e pecuária, o candidato tambarina à presidência da Câmara do Maio propõe ainda desenvolver, em cooperação com o governo e parceiros locais, políticas ativas para apoiar os agricultores com mais furos de prospeção de água, equipamentos e sementes para o incremento da agricultura de regadio em várias zonas rurais. Programa apoiar os criadores de gado com apoios para aquisições de raças melhoradas, pastos para animais e ações conjuntas para debelar os ataques de cães vadios que andam a dizimar centenas de cabras, vacas, entre outros animais domésticos na ilha.

Quadro com competência técnica e experiências

Conforme o seu currículo, António Manuel Silva Ramos é um quadro com competências técnicas e experiências comprovadas em várias áreas de atividade. Natural da ilha, nasceu a 29 de outubro de 1965 na localidade de Baxona-Calheta do Maio, onde cresceu e fez os seus estudos primários e depois os estudos preparatórios na então Vila do Porto Inglês. Por inexistência de um liceu local deslocou-se à Cidade da Praia, onde concluiu mais tarde os estudos secundários no Liceu Domingos Ramos.

Já em 1997 concluiu um Curso de Jornalismo no Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas (CENJOR). Este é considerado como sendo uma escola portuguesa de referência europeia de formação em jornalismo, onde se formou também várias gerações de profissionais cabo-verdianos e de outros países lusófonos. Neste mesmo Centro, «Tony Ramos» havia concluído, em 1988, um Curso de Designer Gráfico, tornando-se num dos primeiros quadros cabo-verdianos formados nessa área de formação.

Segundo a fonte deste jornal, na qualidade de profissional da comunicação social, Tony Ramos iniciou as suas funções nos extintos jornais estatais “Voz di Povo”, passando pelo “Novo Jornal de Cabo Verde” e “Horizonte”, onde exerceu sempre o cargo de Coordenador do Gabinete Gráfico. «Com a extinção desses órgãos transitou para a Inforpress onde passou algum tempo até a sua desvinculação da mesma. No início dos anos 90 colaborou com o jornal “Tribuna” e mais tarde integrou um projeto de imprensa escrita que viria a ditar a criação do jornal “A Semana”, onde permaneceu alguns anos», lê-se no seu currículo.

Mas o percurso de Ramos não fica por aí. Em 1999 ele ganhou uma bolsa de estudos ao abrigo do Programa de Cooperação União Europeia/PALOP para a frequência de um Curso de Editores de Livros e Revistas em Desktop, em Moçambique, e no regresso foi convidado a integrar a equipa da Directel Cabo Verde (proprietária das Páginas Amarelas de Cabo Verde), uma empresa cabo-verdiana pertencente antes à Portugal Telecom e agora à brasileira de telecomunicações Oi, que se dedica à edição e publicação de Listas Telefónicas Nacionais e de outras publicações do género impresso e online nos vários países lusófonos e anglófonos. António Manuel Silva Ramos permanece, até a presente data, na Directel Cabo Verde. Por isso, reside, neste momento, na cidade da Praia, mas tem mantido contato permanente com o Maio, deslocando-se com regularidade à ilha, sobretudo na qualidade de eleito local.

António Manuel Silva Ramos é igualmente licenciado em Ciências Sociais e possui uma Pós-Graduação no ramo da Especialização em Formação para a Docência na Faculdade de Educação e do Desporto - FaED (ex-Instituto Universitário da Educação) da UNI-CV.

Tony Ramos tem sido um elemento ativo do movimento literário cabo-verdiano. Ele tem várias prosas publicadas, nomeadamente nos extintos jornais “Voz di Povo”, “Tribuna” e no suspenso jornal “A Semana” impresso. Colaborou ainda com poemas na revista juvenil “Seiva”, da extinta Juventude Africana Amílcar Cabral (JAAC-CV), nos anos 90.

Ativista social interventivo e autarca ativo de OAM

António Manuel Silva Ramos é um quadro com percurso político e forte intervenção social na sua ilha natal. Ativista social e sindicalista, Ramos é membro da Direção do Sindicato dos Transportes, Telecomunicações, Hotelaria e Turismo (SITTHUR), membro Fundador da Associação dos Assistentes Sociais de Cabo Verde e Membro do Conselho Nacional do Turismo, órgão governamental, em representação da União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde (UNTC-CS).

A fazer fé no seu currículo, Tony Ramos é um eleito municipal ativo da ilha. Desde 2016, é deputado municipal e líder da Bancada da OIAM (Onda Independente para Avanço do Maio) na Assembleia Municipal do Maio. OOAM, recorde-se, é um grupo independente da sociedade civil maiense, que desta vez não participará nas próximas eleições autárquicas.

Amante do desporto, sobretudo do futebol, António Manuel Silva Ramos é sócio da Académica da Vila da Calheta do Maio e um adepto “incondicional” do Sporting Clube da Praia e do Sporting Clube de Portugal.

«Ao longo da sua vida e inconformado com o estado do desenvolvimento do Maio, António Ramos publicou vários artigos críticos sobre a situação da sua ilha natal, muitos dos quais lhe causou alguns dissabores nos anos 90. Mas ele manteve sempre focado no objetivo de contribuir com ideias e sugestões para o processo de desenvolvimento desta ilha», lê-se no seu currículo.

Novo rumo para Maio

Atendendo esta sua capacidade de resistência e entrega para a ilha, António Manuel Silva Ramos aceitou o convite do PAICV para concorrer como candidato à Câmara Municipal nas eleições autárquicas deste ano. Promete, conjuntamente com a sua equipa, implementar uma nova visão para o desenvolvimento do Maio. Além da infra-estruturação e industrialização da ilha do Porto Inglês, promete «romper o círculo vicioso ( de compadrio, indícios de corrupção e discriminação política de cidadãos) instalado há mais de duas décadas na autarquia maiense e projetar a ilha para um novo patamar de desenvolvimento no contexto nacional». Fica assim lançada esta nova alternativa política à presidência da Câmara do Maio, nas eleições autárquicas previstas para o outono de este ano em Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project